conecte-se conosco

Brasil

Deltan pediu a colegas que ministro Dias Toffoli fosse investigado sigilosamente

Publicado

O procurador Deltan Dallagnol incentivou que o ministro Dias Toffoli fosse investigado sigilosamente em 2016 por colegas em Brasília. A determinação ocorreu porque o atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) começava a ser visto pela operação Lava Jato como um adversário disposto a frear o avanço das investigações. Essas afirmações foram reveladas por mensagens divulgadas pelo site The Intercept Brasil em parceiria com o jornal Folha de São Paulo.

Comentários Facebook
Leia mais:  Cantor do The Voice Kids, de 15 anos, é assassinado a tiros

Brasil

PRF alerta que não procedem as informações das Redes Sociais que afirmam sobre as proibições das remoções no CTB

Publicado

A Lei 14.229/21 contemplou processos que já existiam em normativos internos, mantendo condicionantes para veículos prosseguirem viagem.

Redes Sociais informavam que eram proibidas remoções de veículos, mas não é verdade

Diante das alterações recentes no CTB – Código de Trânsito Brasileiro, a PRF – Polícia Rodoviária Federal esclarece que não procedem as informações difundidas nas redes sociais que afirmam sobre a proibição das remoções por agentes de trânsito.

Quanto à aplicação da medida administrativa de remoção do veículo, o texto trata da possibilidade do condutor flagrado com irregularidades que impunham a remoção, poder prosseguir com a viagem.

Mas é importante destacar que tais possibilidades preservaram condicionantes aos agentes de trânsito: oferecer condições de segurança para circulação e desde que não consiga sanar a irregularidade no local da infração.

O coordenador geral de Segurança Viária, o PRF inspetor André Luiz Azevedo, informou que na maioria dos casos em que veículos são flagrados com irregularidades há risco à segurança viária, com a necessidade de remoção.

Leia mais:  Juíza manda ao STF ação da OAB contra cheque especial não usado

André acrescenta que assegurar condições seguras do veículo para circular, visa a preservar a segurança do condutor também e demais usuários das rodovias, sendo dever primário do agente da fiscalização garantir essas condições para justificar a liberação.

Redação – Brasil do Trecho

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana