conecte-se conosco

Região Oeste

Gasto com prédio alugado e sem uso foi de R$ 90 mil, diz Câmara de Vereadores

Publicado

Por G1 PR e RPC Foz do Iguaçu

O gasto com o prédio alugado pela Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e que não chegou a ser usado, chegou a R$ 90 mil, aponta a Câmara Municipal. Os detalhes foram apresentados na sessão desta terça-feira (16) pelo vereador Celino Fertrin (PDT).

Documentos enviados pela prefeitura a pedido dos vereadores indicam que foram pagos R$ 50 mil pelo aluguel e mais R$ 40 mil de multa pela rescisão antecipada do contrato.

A prefeitura tinha informado anteriormente, por meio da Procuradoria-Geral do Município, que o gasto com o aluguel mensal foi de R$ 5 mil por nove meses, chegando a R$ 45 mil no total, e não mencionou a multa.

“Foram dez meses de aluguel, desde o dia 16 de maio de 2018. Além disso, na rescisão consensual do contrato que era de R$ 60 mil no total, a indenização cobrada pela proprietária para receber as chaves de volta foi de R$ 40 mil”, apontou Fertrin.

A Câmara Municipal deve continuar acompanhando o caso.

Leia mais:  Homem é preso suspeito de abandonar e ficar com dinheiro da aposentadoria dos pais

A Secretaria de Saúde explicou que conseguiu uma devolução de R$ 5 mil referentes ao aluguel e confirmou que pagou R$ 40 mil de indenização por danos no imóvel e o furto de fios da rede elétrica.

O caso

O local, onde antes funcionava uma escola particular e deveria funcionar o Centro de Atenção Psicossocial 2 (Caps 2), ficou vazio por nove meses.

A mudança de endereço do Caps 2 foi uma recomendação do Ministério Público Estadual (MP-PR) por o antigo espaço não oferecia condições de atendimento adequada.

O prédio foi alugado por um ano e o contrato foi cancelado após nove meses.

Neste mesmo tempo, a prefeitura construía a sede própria do Caps 2, inaugurado em junho.

Em março, o prefeito Chico Brasileiro determinou a abertura de uma sindicância para apurar porque o prédio foi alugado e não foi usado.

Como a sindicância não apontou responsáveis, o município deve investigar o caso novamente. O prazo para que a nova investigação interna seja concluída é de dois meses.

Comentários Facebook

Região Oeste

Prefeitura e Câmara debatem início das atividades do programa Foz Conhecendo Foz

Publicado

O Executivo e o Legislativo municipal debateram a efetivação do programa Foz Conhecendo Foz, uma ação estratégica que visa fortalecer o turismo, gerar renda e emprego para centenas de trabalhadores afetados pela pandemia da Covid-19.

A reunião foi realizada na tarde de quarta-feira, 6 de janeiro, com a presença do vice-prefeito, Delegado Francisco Sampaio e da vereadora Anice Gazzaoui, presidente da Comissão de Turismo da Câmara e idealizadora do programa.

Também participaram da reunião o Secretário de Turismo, Paulo Angeli; a diretora de gabinete, Elaine Anderli; o presidente da LIGUIA (Liga Independente dos Guias de Turismo de Foz do Iguaçu), Carlos Alberto; o presidente da COOTRAFOZ, Vitalino Capeletto; e o presidente do SINPROVET (Sindicato dos Motoristas de Vans Escolares) Eudes Maurício Guiotto.

“Definimos alguns encaminhamentos de como será a parte operacional. O Programa terá início no dia 16 de janeiro às 09h da manhã com o primeiro start. Houve o cadastramento e com essas definições o programa entrará em operação”, explicou a vereadora.

“Essa iniciativa da Câmara, acatada pelo prefeito Chico Brasileiro, vai ajudar estes profissionais que tanto sofreram com a pandemia. Nosso objetivo é auxiliar essas pessoas, gerando emprego e renda e contribuindo com a retomada do turismo”, afirmou o vice-prefeito, Francisco Sampaio.

Leia mais:  Contrabandistas de cigarro usam fumaça para despistar policiais

Inscrições

As inscrições para os profissionais seguem abertas e podem ser feitas na sede da Prefeitura, na Praça Getúlio Vargas, nº 280, Centro, no horário das 8h30 às 14h. Até o momento 116 profissionais do transporte escolar e 167 guias de turismo estão cadastrados.

O programa tem o objetivo de proporcionar, exclusivamente aos moradores de Foz do Iguaçu, visita aos atrativos turísticos. A ideia é contemplar quase mil profissionais do turismo e do transporte escolar que farão os passeios com a população local. A ação conta com auxílio da Secretaria Municipal de Turismo, responsável pela implantação do programa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana