conecte-se conosco

Curitiba

Corpo em estado de decomposição é encontrado por acaso no Centro de Curitiba

Publicado

Tribuna Paraná

O corpo de um homem identificado apenas como Valdir foi encontrado por acaso na tarde desta terça-feira (2), dentro da casa dele, em avançado estado de decomposição, durante o atendimento a uma ocorrência de furto no Centro de Curitiba. Um suspeito foi preso por furtar uma TV 40′, mas a polícia ainda investiga se a morte de Valdir tem relação com um crime anterior. A situação foi registrada na Rua André de Barros, quase em frente à Praça Rui Barbosa, por volta de 12h30.

Segundo o tenente do 12.° Batalhão da Polícia Militar (PM), Heryc Neves, o suspeito do furto foi detido por populares até a chegada da polícia. Exatamente por causa disso, por ter sido seguro por populares, ele não teria tido êxito na tentativa de furto desta terça. A PM então foi até a casa do suspeito e lá havia uma televisão que poderia ser roubada. Ele mora no prédio ao lado da casa onde o corpo foi achado.

“Verificamos que a televisão furtada estava em posse do suspeito, na casa dele. Em seguida, fomos averiguar na vizinhança para obter informações. Se alguém sabia de algo a respeito. Foi quando nos deparamos com o corpo de Valdir”, disse Neves.

Leia mais:  Mulheres superam câncer e comemoram autoestima com uso de touca para reduzir queda de cabelo durante o tratamento em Curitiba

Relação entre os crimes

O corpo de Valdir foi encontrado em estado de decomposição avançado. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionada. “Ainda não há como afirmar se foi homicídio. A Polícia Civil vai investigar qual a relação do furto da televisão com o achado do corpo”, concluiu o tenente da PM.

O Instituto Médico-Legal (IML) também foi acionado e recolheu o corpo. O óbito foi constatado pelo Siate. Até a publicação desta matéria, o nome completo de Valdir não havia sido informado. Populares da redondeza apenas disseram que ele trabalhava em um padaria 24 horas, também no Centro.

Comentários Facebook

Curitiba

Covid-19: remessa comCovid-19: remessa com 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná

Publicado

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionadA Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionada ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.a ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.

As vacinas destinadas às crianças chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 23h10, e nos próximos dias serão distribuídas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Leia mais:  Homem morre ao ser atropelado por carro dirigido por motorista bêbado

“Estamos só no começo ainda na vacinação deste novo público. Receberemos e vamos distribuir muitos lotes como este, para que, desta forma, consigamos atingir as mais de 1 milhão de crianças do Estado. Estou confiante de que, assim como foi com os adolescentes, teremos bastante comparecimento aos postos de vacinação”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A imunização das crianças depende de consentimento dos pais ou responsáveis. Caso eles não estejam presentes no momento da vacinação, é necessário entregar uma autorização por escrito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana