conecte-se conosco

Curitiba

Arrependido, homem volta a loja para pagar caixa de chocolates que tinha furtado

Publicado

Por RPC Curitiba e G1 PR

Um homem se arrependeu de ter furtado uma caixa de chocolates, em Curitiba, e voltou à loja para pagar pelo produto.

A situação aconteceu em uma loja de conveniências de um posto de combustíveis, no Centro.

De acordo com o dono do posto, Luiz Antônio Teixeira, o homem apareceu no local no começo de julho se desculpando pelo furto. A atitude surpreendeu o empresário e os funcionários que trabalham no estabelecimento comercial.

Teixeira contou que casos de pequenos furtos são comuns ali. Porém, apesar de pequenos, ao serem somados, acabam resultando um prejuízo grande. Segundo o empresário, todos os dias são furtados produtos da loja de conveniências.

Arrependimento

Ao voltar à loja, o homem que furtou a caixa de chocolates pediu para uma funcionária passar na máquina de cartão o valor de R$ 30. Ele explicou que estava arrependido e que esse era o preço aproximado do produto furtado.

O homem contou para a funcionária que tinha começado a frequentar uma igreja e se arrependeu do furto. Desde então, tem tentado consertar as coisas erradas que fez, conforme relatou à funcionária.

Leia mais:  Frente fria não consegue avançar e Curitiba segue com ‘calorzinho’

A funcionária registrou o pagamento feito pela caixa de chocolates furtada em um livro de anotações. Teixeira, em um primeiro momento, não conseguiu acreditar no que tinha acontecido.

Flagrantes

Câmeras de segurança flagraram alguns dos furtos realizados no local. Não há imagens do furto da caixa de chocolates, mas há flagrantes de outros furtos.

De acordo com Teixeira, a maioria das imagens mostra homens e mulheres saindo da loja com produtos, sem pagar. Um dos flagrantes é de uma idosa furtando.

Há ainda o registro de um assalto, em que o ladrão usa uma faca e leva o dinheiro do caixa.

Imagens mostram idosa furtando itens, quase em frente ao caixa da loja. — Foto: Reprodução/RPC

Comentários Facebook

Curitiba

Jovem que estava desaparecida foi assassinada em Curitiba

Publicado

Desaparecida desde outubro deste ano, a jovem Ana Carla Dalacosta de Menezes foi encontrada morta em Curitiba. O corpo já havia sido localizado na manhã do dia 10 do mês passado, mas só nesta sexta-feira (19) foi identificado.

Ana era moradora de Rolândia e foi considerada desaparecida após sair de casa informando que iria atrás de um emprego em Maringá. Alguns dias depois, ela teria sido vista em Apucarana.

No entanto, Ana viajou para Curitiba e foi brutalmente assassinada na capital paranaense. O corpo foi localizado em chamas às margens do Rio Belém, na Rua Sérgio Venci, por moradores da região. A Guarda Municipal foi chamada e controlou o fogo.

A Polícia Científica realizou a perícia e contratou que ela pode ter sido morta asfixiada, antes de atearem fogo no corpo.

Nos últimos dias, o pai da vítima divulgou nas redes sociais sobre o seu desaparecimento, pois estranhou que ela estava há muitos dias sem se comunicar com a família. Ao descobrir que havia um corpo no Instituto Médico Legal (IML), de Curitiba, que batia com as características de Ana Carla, familiares foram até a capital e com um exame de arcada dentária, conseguiram confirmar que se tratava dela. A família também reconheceu as roupas que ela usava.

Leia mais:  Ação integrada remove cinco caminhões de lixo de casa de acumulador em Curitiba

A Divisão de Homicídios segue com a investigação para tentar identificar o autor ou autores do crime. A motivação do crime ainda é desconhecida.

O corpo de Ana Carla após ser liberado, deverá ser encaminhado para Rolândia onde acontecerá o enterro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana