conecte-se conosco

Paraná

Um dia após temporal, 217 mil unidades consumidoras do Paraná estão sem energia elétrica, diz Copel

Publicado

Um dia após o temporal que causou estragos no Paraná, a Companhia Paranaense de Energia (Copel) informou que 217 mil unidades consumidoras ainda estavam sem luz, na noite desta quarta-feira (1º).

A chuva com ventos fortes gerouprejuízos em 65 cidades, conforme balanço divulgado pela Defesa Civil.

Onze pessoas ficaram feridas. Em Palmeira, nos Campos Gerais, um idoso morreu após ser atingido por uma telha durante o vendaval.

Segundo a Copel, houve interrupção do fornecimento de energia em 1,6 milhão de unidades consumidoras do estado. O problema foi causado por quedas de árvores ou outros objetos na rede elétrica, além de ventos e raios.

Veja, abaixo, as regiões mais atingidas pela falta de energia elétrica (balanço divulgado no final da tarde desta quarta-feira):

  • Curitiba, Região Metropolitana e litoral – 118 mil desligamentos
  • Região centro-sul – 46 mil desligamentos;
  • Região oeste – 39 mil desligamentos.

A companhia informou ainda que Curitiba possui 27 mil unidades consumidoras sem energia na noite desta quarta-feira.

Leia mais:  Bombeiros alertam para o início da ‘temporada de incêndios’ no Paraná

Os municípios mais atingidos na Região Metropolitana da capital são Campo do Tenente, com 3 mil unidades sem fornecimento, Mandirituba, com 7,5 mil unidades, Quitandinha, com 7,6 mil, e Rio Negro, que apresenta 1,4 mil unidades sem luz.

Desabastecimento de água

Com a falta de energia elétrica, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) interrompeu o rodízio de água em Curitiba e Região Metropolitana, nesta quarta e quinta-feira (2).

De acordo com a Sanepar, o rodízio deve ser retomado a partir de sexta-feira (3).

A interrupção no fornecimento de energia afetou as estações de tratamento de Água Miringuava e Água Cotia. Um milhão de pessoas ficaram sem água, de acordo com a companhia.

Os centros de reservação Guarituba Redondo, Campo Comprido, São Braz, Aeroporto, Colônia Farias, Jardim Nezita, Jardim Araçatuba, Lapa, Mariental, Mandirituba, que distribuem água para bairros da capital e cidades da região também foram afetados.

Comentários Facebook

Paraná

Paraná se aproxima dos 470 mil casos de Covid-19 e mortes já são 8.676

Publicado

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste domingo (10) 1.625 casos confirmados e 7 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 469.538 casos confirmados e 8.676 mortos em decorrência da doença.

Os casos deste informe referem-se à pacientes que estiveram ou estão com a doença entre 24 de outubro de 2020 e 8 de janeiro de 2021. Os casos por data de confirmação do diagnóstico, ou encerramento (fechamento) do caso no sistema estão distribuídos nos meses: janeiro de 2021 são 1.541, os demais de 2020 nos meses de outubro 1, novembro 24 e dezembro 59. O detalhamento completo está no arquivo csv.

INTERNADOS – 1.350 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 1.075 pacientes em leitos SUS (585 em UTI e 490 em leitos clínicos/enfermaria) e 275 em leitos da rede particular (140 em UTI e 135 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.251 pacientes internados, 458 em leitos UTI e 793 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Leia mais:  Policiais civis e militares entregarão 300 viaturas sem manutenção ao governador

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 7 pacientes. São 4 mulheres e 3 homens, com idades que variam de 40 a 90 anos. Os óbitos ocorreram nos dias 8 e 9 de janeiro.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Ponta Grossa (3), Arapongas (2). A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que morava em cada um dos seguintes municípios: Ampére e Santa Mariana.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 3.741 casos de residentes de fora, 73 pessoas foram a óbito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana