conecte-se conosco

Geral

Pela primeira vez, Virtus passa Prisma nas vendas do mês

Publicado

Volkswagen Virtus: sedã compacto, mas com espaço de médio, modelo tem sido bem aceito no mercado brasileiro

No sobe e desce das vendas de junho, um dos principais destaques fica por conta do sedã compacto VW Virtus, que se torna o modelo mais vendido do segmento no mês, conforme os números divulgados pela Fenabrave (Federação dos Distribuidores de Veículos). O modelo da marca alemã teve 4.205 unidades vendidas no mês passado ante 3.977 do Chevrolet Prisma.

No caso do VW Virtus , na comparação com as vendas de maio (4.271 unidades), o carro teve uma queda de 1,6%, índice bem menor que os 20,8% do Prisma, que chegou a ter 5.022 unidades vendidas em maio último. Entretanto, no acumulado do primeiro semestre de 2018, o modelo da GM continua sendo o sedã compacto mais vendido, com 32.015 unidades, ante 16.937 do Virtus.

Chevrolet Prisma ainda é o sedã mais vendido do País nas vendas acumuladas do ano
Divulgação

Chevrolet Prisma ainda é o sedã mais vendido do País nas vendas acumuladas do ano

Vale lembrar que o Chevrolet Prisma parte de R$ 48.390, bem menos que o valor mínimo do Virtus (R$ 61.390), embora o Volkswagen tenha mais espaço, equipamentos e motor 1.6 de 117 cv e não o 1.0 de 80 cv do GM. Interessante também é que partindo para a versão LT, com novo desenho mais equipamentos e motor 1.4 de 106 cv, o preço do Prisma salta para R$ 59.290 sem nenhum opcional, aproximando-se bastante do rival.

Leia mais:  UTI Pediátrica de Rondonópolis ameaça fechar e internações serão suspensas nesta quinta

Outro ponto que chama atenção é que o Virtus MSI 1.6 mais em conta pode receber pacote com controles eletrônicos de estabilidade e tração, itens que o Prisma não tem nem como opcional. Com o tal pacote, o sedã da Volkswagen passa a custar R$ 62.742, valor menor que a versão topo de linha do Prisma (R$ 64.290), bem equipado, mas sem os controles eletrônicos de estabilidade e tração.

LEIA MAIS: Chevrolet Prisma chega à linha 2019 com uma série de novidades

Mercado em compasso de espera

Vendas de junho ficaram estáveis em relação ao mês anterior.  Espera-se que o mercado cresça 9,7% em 2018
Divulgação

Vendas de junho ficaram estáveis em relação ao mês anterior. Espera-se que o mercado cresça 9,7% em 2018

 Ainda conforme o balanço da Fenabrave, as vendas de junho ficaram estáveis em relação ao mês anterior. Foram 195.066 unidades ante 194.111 de maio, o que representa uma levíssima alta de 0,08%. Sempre levando em conta as vendas de automóveis e comerciais leves, a marca mais vendida se mantém na liderança, com 16,6% de participação no mercado.

A segunda colocada no ranking das fabricantes mais vendidas é a Volkswagen, com 14,9%, seguida de perto pela Fiat (14,1%). Em quarto lugar, a Renault atingiu 10,2% de participação no mercado brasileiro, ultrapassando a Ford, com 9,6%.  No acumulado do ano, a GM se mantém na frente, com 16,4%, com a Volkswagen (14,8%) em segundo a Fiat (13 %) em terceiro. A Ford (9,5%) aparece em quarto e a Hyundai (8,6%) em quinto.

Leia mais:  Governo lança programa de fomento a hortas nas escolas

Espera-se que a chegada da nova versão 1.6 automática do VW Virtus, até o final do ano, aumente ainda mais as vendas do modelo que é derivado do Polo e conta com espaço interno compatível com o dos médios, apesar de estar situado no segmento de compactos.

 

Fonte: IG

Comentários Facebook

Geral

Eleições 2022: Ratinho Junior anuncia primeiras mudanças no secretariado

Publicado

Arquivo/Rodrigo Félix Leal/AEn

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (12) as primeiras mudanças no secretariado de olho nas Eleições de 2022. As trocas serão efetivadas na próxima segunda-feira (17).

O atual secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), deixará o cargo para retomar o mandato como deputado estadual. Ele deve se lançar candidato à reeleição, ou concorrer à Câmara dos Deputados ou Senado Federal.

O posto dele será ocupado pelo atual secretário João Carlos Ortega, que chefiava a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A pasta agora será conduzida pelo ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos).

Outra mudança é na Chefia de Gabinete, que passará a ser conduzida pelo ex-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) Darlan Scalco (PSDB). O atual chefe, Daniel Villas Bôas, assume a Superintendência de Relações Institucionais.

Sem mencionar as Eleições 2022, o governador Ratinho Junior afirmou que o objetivo das mudanças é reforçar o atendimento aos municípios e fortalecer o diálogo com o terceiro setor, o empresariado e com os outros órgãos.

Leia mais:  Barcelona recebe proposta de clube chinês por Paulinho, diz jornal

“Tenho plena confiança em cada pessoa que assume esses cargos. Fizeram excelentes trabalhos em seus postos anteriores”, disse ele, por meio da Agência Estadual de Notícias.

Outras mudanças são esperadas nas próximas semanas. O prazo limite para que os futuros candidatos às Eleições 2022 se afastem de cargos públicos é dia 1º de abril, seis meses antes do pleito.

Na lista de futuros candidatos estão os também secretários estaduais Ney Leprevost (Justiça e Família), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde).

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana