conecte-se conosco

Curitiba

Oficinas credenciadas pela JMK para conserto de veículos oficiais do Paraná ficam no prejuízo

Publicado

G1 PR - Marcelo Rocha, RPC Curitiba

Donos de oficinas mecânicas credenciadas pela JMK, empresa responsável pela manutenção dos veículos oficiais do Governo do Paraná, reclamam que ficaram no prejuízo com o esquema de fraude investigado na Operação Peça Chave, da Polícia Civil.

A investigação aponta prejuízo de mais de R$ 125 milhões aos cofres públicos. Para a polícia, os donos da JMK adulteravam orçamentos que vinham das oficinas credenciadas e inventavam serviços para cobrar mais caro do governo pelos reparos.

A oficina da empresária Vanessa Brasílio Pinheiro Trentini, em Curitiba, quebrou. Ela guarda dezenas de ordens de serviços e orçamentos de carros que consertou a pedido da JMK e não recebeu.

Ela diz estar com o nome sujo e ter amargado prejuízo de mais de R$ 100 mil. Por isso, entrou na Justiça para tentar receber. “Uma bola de neve só. Não me pagaram mais e eu não consegui pagar meus fornecedores e não consegui tocar adiante”, conta.

Outra proprietária de oficina em Curitiba, Marcolina Juliane, diz ter R$ 300 mil para receber da JMK e também vai cobrar na Justiça. Para diminuir as dificuldades de caixa, ela diz esperar voltar a prestar serviços par ao estado – desde que receba em dia.

Leia mais:  Avanço de frente fria vai derrubar a temperatura em Curitiba! Tem até previsão de geada!

“Vou trabalhar. Já até procuraram a gente, os bombeiros, Polícia Científica. Vamos continuar trabalhando”, indica a empresária.

O contrato governo com a empresa está suspenso. Uma decisão judicial autorizou o governo a negociar e pagar diretamente as oficinas. Dos 18 mil veículos da frota do estado, cerca de 700 ainda não foram consertados.

Essa forma de pagamento direto para as oficinas não vai durar muito tempo. Isso porque, o governo deve definir – até o fim de junho – escolher uma outra empresa para tocar a manutenção da frota oficial.

O contrato será de emergência, por até 180 dias. A promessa é a de que mecanismos mais rígidos de controle para que as fraudes não se repitam.

“A empresa que vir a ser contratada deverá demonstrar e comprovar efetivamente o repasse à empresa credenciada”, afirma o assistente técnico do Departamento de Transporte Oficial Ricardo André Borges.

Em nota, a JMK informou que vai provar na Justiça que sempre trabalhou dentro da legalidade e reforçou que o sistema empregado trouxe economia, controle e transparência na gestão de frotas do estado.

Leia mais:  Julho Amarelo terá ação na Boca Maldita contra as hepatites virais no dia 25

Comentários Facebook

Curitiba

VÍDEO: Ônibus com 37 pessoas perde o freio na serra entre Curitiba e Joinville

Publicado

Um ônibus de viagem que fazia o trajeto Belém (PA) – Florianópolis (SC) perdeu os freios enquanto trafegava na rodovia BR-376 na madrugada da Última quarta-feira, 6. O veículo ocupado por 37 passageiros, sendo oito crianças, atingiu 118 km/h e só parou depois de entrar na área de escape do quilômetro 671,7, em Guaratuba (PR). Ninguém se feriu.

De acordo com a Arteris Litoral Sul, concessionária do trecho, o ônibus entrou 115 metros na área de escape por volta da 1h45. O condutor relatou às equipes que não conseguiu mais utilizar os freios dois quilômetros antes da área e, como ele já conhecia o dispositivo, direcionou o ônibus para entrada.

O motorista e os passageiros foram transportados até um posto de apoio para seguirem viagem com suporte da empresa responsável.

Segundo a concessionária, essa foi a sexta vez que um ônibus usou a área de escape, inaugurada em agosto de 2011. Neste período ela foi utilizada por 257 veículos pesados, ajudando a salvar 376 vidas.

Leia mais:  Suspeitos de torturar e matar professor são presos, em Curitiba; polícia investiga homofobia

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana