conecte-se conosco

Esportes

Lucas Lima tem temporada com gols e liderança em passes para finalizações

Publicado


Presente em 21 das últimas 29 partidas (sendo 15 destas como titular), Lucas Lima se destaca não só pela assiduidade. Em suas últimas exibições, o jogador vem fazendo a diferença junto ao time: na atual temporada, ele é o líder em passe para finalizações – até o início desta rodada, ele entrou em campo como o palmeirense que mais proporcionou chutes a gol dos seus companheiros. Foram 69, seguido de Gabriel Menino, com 57 (números do Footstats que não incluem os passes que resultaram em bola na rede). Ele também o sexto colocado na lista dos maiores garçons do Allianz Parque, com nove passes (atrás de Robinho e Róger Guedes, com dez, de Willian com 11 assistências, e de Marcos Rocha, vice-líder, com 13, todos atrás de Dudu, com 35).

E não é só isso. O meia vem ajudando o time em construção de jogadas de gols e também em passes para que seus companheiros pudessem chegar às redes. No dia 24 do último mês, contra o Ceará, fora de casa, pelo Brasileiro, ele deu a assistência para o gol de Gabriel Veron; antes, no duelo mais recente da Copa do Brasil, cobrou a falta que originou o segundo gol do Palmeiras sobre o América-MG fora de casa, na vitória por 2 a 0 (gol este que selou a classificação à final do torneio nacional). A falta, cobrada pelo lado esquerdo, aos 40 minutos do segundo tempo, entre o escanteio e a grande área, foi na medida para Mayke finalizar e o goleiro adversário rebater. Na sobra, Rony balançou as redes – o primeiro gol da partida havia sido marcado por Luiz Adriano minutos antes.

  Palmeiras com favoritismo não supera a reserva do Flamengo e empata com 1 a 1

Leia mais:  Ju bate o Sport no Jaconi e conquista primeira vitória no Brasileirão

Antes disso, há alguns jogos, Lucas Lima havia sido o responsável pela cobrança do corner que originou o gol de Willian Bigode, o segundo do Verdão sobre o Peixe, em rodada do Brasileiro, em 05/12 – a bola ainda desviou em Zé Rafael antes de o camisa 29 balançar as redes. Já no jogo de volta das oitavas de final da Libertadores (vitória sobre o Delfín-EQU por 5 a 0 e classificação), Lucas Lima chutou de longe e a pelota explodiu na zaga, sobrando para Patrick de Paula dominar e também chutar de longe e marcar um golaço, abrindo o placar.

Ainda um jogo antes, no triunfo sobre o Athletico-PR por 3 a 0, em 28/11, no Allianz Parque, pelo Brasileiro, ele havia concedido o passe para o primeiro gol do Palmeiras, também marcado por Patrick de Paula e, com isso, chegou a 20 assistências no total desde que chegou ao Palmeiras em 2018. Desta forma, Lucas Lima passou a ser o líder de passes a gol do atual elenco, ao lado de Willian Bigode, com as mesmas 20 assistências e também Marcos Rocha.

  Palmeiras passa sufoco e perde de 2 a 0, mas permanece na final da Libertadores

Leia mais:  Ceará supera o Grêmio na estreia da Série A do Campeonato Brasileiro

E em outro duelo anterior, no jogo de ida das oitavas da Libertadores, contra o Delfín-EQU (vitória por 3 a 1 fora de casa), em 25 de novembro, Lucas também teve papel imprescindível no resultado favorável. Foi dele que originou-se o lance do pênalti que ocasionou o segundo gol do Verdão no duelo com os equatorianos (convertido por Rony) – na ocasião, o meia chutou de perto da entrada da grande área e a bola foi desviada pela zaga com o braço.

Este não foi o único penal que o atleta favoreceu o Palmeiras nos tempos recentes: em outros dois compromissos, estes pelo Brasileiro (diante do Vasco, em 08/11, e contra o Fluminense, em 14/11), ele sofreu ambas as penalidades – diante do time cruz-matino, a infração valeu o gol da vitória, marcado por Luiz Adriano no rebote após defesa do goleiro Fernando Miguel e, diante do Tricolor Carioca, o tiro foi cobrado por Raphael Veiga e abriu caminho para o triunfo por 2 a 0 sobre o time das Laranjeiras.

Comentários Facebook

Esportes

Santos FC empata em 0 a 0 com Sport na Arena Pernambuco

Publicado


O Santos FC empatou com o Sport em 0 a 0 pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, jogando na Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

O próximo compromisso do Peixe acontece no próximo sábado (23), às 17 horas, diante de sua torcida, na Vila Belmiro. O adversário será o América-MG em confronto válido pela 28ª rodada do Brasileirão.

O jogo

O Alvinegro Praiano chegou ao ataque com perigo aos onze minutos de jogo. Marinho avançou em velocidade pela direita e acertou cruzamento preciso para Raniel finalizar de cabeça. A bola, no entanto, parou nas mãos do goleiro Maílson.

Com dezesseis minutos, Carlos Sánchez recebeu passe de Camacho aberto pela esquerda da entrada da área. O uruguaio arriscou finalização colocada e fez a bola passar a poucos centímetros do ângulo esquerdo do goleiro do Sport.

Já aos 41 minutos da primeira etapa, Lucas Braga recebeu cruzamento do lado esquerdo da grande área e tentou a finalização colocada, mandando a bola no pé da trave esquerda. No rebote, Braga tentou nova finalização, mas foi bloqueado por Rafael Thyere.

  Ju bate o Sport no Jaconi e conquista primeira vitória no Brasileirão

Leia mais:  Coritiba apresenta Gustavo Morínigo como o novo técnico

No segundo tempo o Santos resistiu bem às investidas da equipe da casa, mas também não conseguia chegar com perigo ao gol adversário.

Aos 38 minutos da etapa, o Lucas Braga recebeu pela esquerda do ataque, se livrou dos marcadores e conseguiu finalizar para o gol. Sem muita força, a bola acabou ficando nas mãos de Maílson

Pouco depois, aos 41, Marinho bateu falta alçando a bola à área e encontrou o zagueiro uruguaio Emiliano Velázquez. Na tentativa da finalização de cabeça a bola acabou passando por cima do travessão.

FICHA TÉCNICA

SPORT 0 X 0 SANTOS
Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Público: 5.272
Renda: R$193.550,00
Data: domingo, 17 de outubro de 2021
Horário: 20h30
Árbitro: Anderson Daronco
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Michael Stanislau
Cartões Amarelos: (SFC) Carlos Sánchez, Wagner e Madson (SPO) Sander
Gols: (SFC)
Santos FC: Jandrei; Danilo Boza, Velázquez e Wagner (Felipe Jonatan); Marcos Guilherme (Madson), Camacho, Vinícius Zanocelo, Carlos Sánchez (Luiz Henrique) e Lucas Braga; Marinho (Ângelo) e Raniel (Diego Tardelli). Técnico: Fábio Carille
Sport: Maílson; Ewerthon, Sabino, Rafael Thyere e Sander; Marcão Silva, José Welison e Luciano Juba (Paulinho Moccelin); Gustavo Oliveira (Tréllez), Mikael e Everaldo (Leandro Barcia). Técnico: Gustavo Florentín

  Na volta da torcida ao Morumbi, Tricolor empata com o Santos

Leia mais:  Ceará supera o Grêmio na estreia da Série A do Campeonato Brasileiro

(Texto: Tiago Maestre (Estagiário) com supervisão de Fábio Maradei (Gerente de Comunicação) e Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana