conecte-se conosco

Brasília

Crime bárbaro!Pai mata filho de três anos com facada por ciúmes da esposa em Porto Alegre

Publicado

Uma criança de três anos foi morta pelo pai com uma facada na noite desta quinta-feira (12) no bairro Lami, na zona sul de Porto Alegre. Segundo a Polícia Civil, o menino foi encontrado sem vida com um ferimento na região do pescoço dentro de uma casa na Avenida Beira-Rio. O homem fugiu após o crime.

A mãe da criança estava trabalhando no momento. De acordo com o depoimento dela à polícia, o companheiro sentia ciúme da relação entre ela o e filho. A mulher foi levada em estado de choque para atendimento médico.

— A mulher informou que o companheiro tinha ciúme da relação dela com o filho. Ele enviou uma mensagem de áudio para ela dizendo que havia matado o filho e que iria se suicidar — apurou o delegado plantonista de homicídios da Polícia Civil, Leandro Bodoia.

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Moro mostra prova de que Bolsonaro tentou interferir no trabalho da Polícia Federal

Brasília

Câmara aprova adiamento das eleições municipais para novembro; PEC será promulgada nesta quinta

Publicado

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (1º) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20, que adia as eleições municipais deste ano devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. O placar de votação da PEC no segundo turno foi de 407 votos a 70. Pouco antes, no primeiro turno, foram 402 votos favoráveis e 90 contrários.

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o texto será promulgado nesta quinta-feira (2), às 10 horas, pelo Congresso Nacional.

Oriunda do Senado, a PEC determina que os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. Por meio de uma emenda de redação, deputados definiram que caberá ao Congresso decidir sobre o adiamento das eleições por um período ainda maior nas cidades com muitos casos da doença.

“A alteração do calendário eleitoral é medida necessária no atual contexto da emergência de saúde pública”, defendeu o relator, deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR). “Os novos prazos e datas são adequados e prestigiam os princípios democrático e republicano, ao garantir a manutenção das eleições sem alteração nos mandatos”, continuou.

Leia mais:  Moro mostra prova de que Bolsonaro tentou interferir no trabalho da Polícia Federal

Calendário eleitoral
Além de adiar as eleições, a PEC, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), estabelece novas datas para outras etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita (veja quadro). Apenas a data da posse dos eleitos permanece a mesma, em 1º de janeiro de 2021.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana