conecte-se conosco

Geral

Como Firmino passou de renegado a queridinho dos torcedores na Seleção

Publicado

Mowa Press

Embora seja reserva de Gabriel Jesus, atacante tem sido o primeiro pedido da arquibancada nos jogos do Brasil na Copa do Mundo; dos quatro disputados até aqui, entrou em três

Em novembro de 2014, na sua primeira convocação para a Seleção, Roberto Firmino era desconhecido de grande parte da torcida brasileira. Como todo nome novo, principalmente de alguém que atuava fora do país, ele chegou a ser motivo de estranhamento e até piada. Hoje, apesar de reserva, é queridinho.

Nas últimas partidas do Brasil na Copa do Mundo, o atacante teve o nome gritado pelos torcedores nas arquibancadas. O apelo foi maior em Moscou e Samara, palcos do último jogo da fase de grupos e das oitavas de final, respectivamente.

Firmino teve o gol livre para balançar a rede na vitória sobre o México (Foto: Reuters)

Firmino teve o gol livre para balançar a rede na vitória sobre o México (Foto: Reuters)

O que explica a transformação?

Firmino já se destacava em 2014 quando foi convocado por Dunga, mas seu futebol não era tão visto no Hoffenheim como é atualmente no Liverpool, com o qual chegou ao vice-campeonato da Liga dos Campeões. “Bobby” Firmino, apelido que ganhou dos fãs ingleses, fez uma ótima temporada com a camisa 9 do clube europeu.

Leia mais:  OAB, Defensoria de SP e MPF destacam membros para fiscalizar atuação policial em manifestação

Não seria um absurdo se Tite o tivesse escolhido em vez de Gabriel Jesus para começar jogando a Copa. Acontece que o atual dono da posição ganhou o treinador pelas boas atuações nas eliminatórias, com gols e “solidariedade” defensiva. Para parte da torcida, porém, a seca do titular na Rússia justifica os pedidos de substituição.

O comandante brasileiro tem outra opinião, sobretudo porque vê em Jesus uma colaboração tática fundamental. Mas Tite também não fecha os olhos para Firmino. Ao contrário: colocou-o em campo em três dos quatro jogos, apenas uma vez no lugar de Jesus – nas outras, o reserva substituiu os meio-campistas Paulinho e Coutinho.

Sempre que entrou, o jogador do Liverpool ajudou em alguma medida para melhorar a produção. No empate com a Suíça, quase marcou de cabeça. Diante da Costa Rica, participou da jogada que abriu o caminho da difícil vitória, escorando uma bola alçada que, depois de um domínio de Gabriel Jesus, terminou com um biquinho de Coutinho. Por fim, balançou a rede no triunfo por 2 a 0 sobre o México, pelas oitavas de final, tão logo deixou o banco.

Leia mais:  Mauro inicia campanha em Cuiabá e Várzea Grande e Pivetta em Lucas do Rio Verde

Em apenas 37 minutos, Firmino conseguiu quatro finalizações: um gol, uma defendida e duas para fora. O titular finalizou oito vezes em 348 minutos: três para fora, três bloqueadas, uma defendida e outra na trave.

– Fico orgulhoso de fazer meu primeiro gol em Copa do Mundo. Estou trabalhando firme. Mesmo estando no banco, venho mantendo meu trabalho, e estarei pronto sempre – disse Firmino.

Apesar do bom momento, o antes renegado atacante ainda não ameaça Jesus, que deverá estar pela quinta vez na escalação inicial da Seleção nesta sexta-feira, em Kazan, contra a Bélgica. O titular, no entanto, trata a disputa de forma natural.

– É um cara que tem totais condições de ser titular, uma briga muito sadia. Ele jogando, eu vou torcer para ele do mesmo jeito que ele torce para mim. Espero que ele nos ajude muito. Fico muito contente por cada entrada dele no jogo, ajudando a gente – comentou Jesus.

Fonte: Globo.com

Comentários Facebook

Geral

Eleições 2022: Ratinho Junior anuncia primeiras mudanças no secretariado

Publicado

Arquivo/Rodrigo Félix Leal/AEn

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), anunciou nesta quarta-feira (12) as primeiras mudanças no secretariado de olho nas Eleições de 2022. As trocas serão efetivadas na próxima segunda-feira (17).

O atual secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva (PSD), deixará o cargo para retomar o mandato como deputado estadual. Ele deve se lançar candidato à reeleição, ou concorrer à Câmara dos Deputados ou Senado Federal.

O posto dele será ocupado pelo atual secretário João Carlos Ortega, que chefiava a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. A pasta agora será conduzida pelo ex-prefeito de Pato Branco Augustinho Zucchi (Podemos).

Outra mudança é na Chefia de Gabinete, que passará a ser conduzida pelo ex-presidente da AMP (Associação dos Municípios do Paraná) Darlan Scalco (PSDB). O atual chefe, Daniel Villas Bôas, assume a Superintendência de Relações Institucionais.

Sem mencionar as Eleições 2022, o governador Ratinho Junior afirmou que o objetivo das mudanças é reforçar o atendimento aos municípios e fortalecer o diálogo com o terceiro setor, o empresariado e com os outros órgãos.

Leia mais:  Sob aplausos, Bolsonaro critica desde cotas para negros até imprensa

“Tenho plena confiança em cada pessoa que assume esses cargos. Fizeram excelentes trabalhos em seus postos anteriores”, disse ele, por meio da Agência Estadual de Notícias.

Outras mudanças são esperadas nas próximas semanas. O prazo limite para que os futuros candidatos às Eleições 2022 se afastem de cargos públicos é dia 1º de abril, seis meses antes do pleito.

Na lista de futuros candidatos estão os também secretários estaduais Ney Leprevost (Justiça e Família), Sandro Alex (Infraestrutura e Logística) e Beto Preto (Saúde).

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana