conecte-se conosco

Esportes

Athletico vence os reservas do Internacional com gol de ‘talismã’ no fim do jogo

Publicado

Bem Paraná

Foi no sufoco. Mas o Athletico conseguiu na tarde deste domingo (14 de julho) uma importante vitória diante do time reserva do Internacional. Jogando na Arena da Baixada, a equipe de Tiago Nunes criou poucas chances de gol e teve dificuldade para superar o ferrolho montado por Odair Hellmann. No apagar das luzes, contudo, o talismã Vitinho brilhou e marcou um golaço aos 43 minutos, em lance no qual entortou Heitor, lateral adversário.

Com a vitória, numa partida que marcou o jogo de número 200 do meia-atacante Nikão (que herdou a braçadeira de capitão após a saída de Lucho González de campo), o Furacão o Furacão chega aos 13 ponto em 10 rodadas, aparecendo na 12ª colocação. Contudo, a diferença para o Colorado, 4º lugar, é pequena – a equipe gaúcha soma 16 pontos.

Escalações

Sem poder contar com Wellington, suspenso, e com o zagueiro Lucas Halter, lesionado, o técnico Tiago Nunes promoveu duas mudanças no time titular do Athletico. No meio de campo, Lucho González ganhou a posição. Na defesa, foi vez de Pedro Henrique, contratado recentemente junto ao Corinthians, fazer sua estreia em jogos oficiais – antes, já havia jogado o segundo tempo do amistoso contra o Cerro Porteño, na intertemporada.

Marco Ruben, que chegou a ser poupado de alguns treinamentos durante a semana, era outra dúvida, mas acabou confirmado no onze inicial. Ele é o artilheiro da equipe, com 9 gols em 17 jogos (contando o confronto de hoje).

No Colorado, Odair Hellmann resolveu priorizar escancaradamente a Copa do Brasil. Apenas dois dos titulares na partida contra o Palmeiras, no meio de semana (derrota por 1 a 0 no Allianz Parque) começaram jogando: o goleiro Marelo Lomba e o meio-campista Nonato. Nas laterais, duas estreias: Heitor e Natanael, este último ex-jogador do Athletico – e que foi vaiado pela torcida da casa a cada toque na bola, principalmente no começo da partida.

Primeiro tempo

O início de jogo foi equilibrado e teve gol anulado (corretamente) logo aos dois minutos. Aos poucos, porém, o Furacão foi se impondo e tomando o controle da partida, somando maior posse de bola e pressionando no campo de ataque.

O domínio territorial, contudo, não foi traduzido em oportunidades claras de gol. No último terço do campo a equipe rubro-negra tinha dificuldade para superar o ferrolho montado por Odair Hellmann. Ao soar o apito final, cada equipe somava cinco finalizações, com uma grande chance para cada lado. Pelo Athletico, Marcelo Cirino parou no travessão, aos 17 minutos. Pelo Colorado, Tréllez chutou para fora uma bola perigosa no minuto seguinte.

Leia mais:  Athletico PR joga mal e perde para o Bahia

Segundo tempo

Se na etapa inicial as chances de gol foram escassas, logo no início da segunda etapa o cenário mudou. Aos 2 minutos o Furacão levou perigo num cabeceio de Rony. Nos minutos seguintes, o Inter respondeu com um chute de longe de Rafael Sóbis, um cabeceio e um ‘chute de carrinho’ de Tréllez. Aos 10, o Furacão voltou a levar perigo, com Rony (em lance com direito a lençol no marcador), e aos 14 e aos 15, Marco Ruben e Nikão tiveram duas chances claras, mas não conseguiram balançar as redes.

As primeiras mudanças vieram aos 19 minutos. No Inter, Rafael Sóbis foi substituído por Wellington Silva. No Athletico, Lucho González deu espaço para Bruno Nazário. E com a a saída do gringo de campo, Nikão, que fazia sua partida de número 200 pelo clube, herdou a braçadeira de capitão. Mais tarde, aos 27 e aos 37, outras mexidas na equipe visitante, com as saídas de Natanael e Rithely para as entradas de Erik e Zé Gabriel.

No Furacão, as substituições derradeiras vieram de uma tacada só, aos 32 minutos, com Thonny Anderson e Vitinho nos lugares de Marco Ruben e Marcelo Cirino. E Tiago Nunes foi certeiro nas mudanças. Aos 40, Bruno Nazário, sua primeira aposta, perdeu grande chance de gol. Mas aos 43, quando o empate já parecia encaminhado, Vitinho mostrou as credenciais de talismã para fazer um lindo gol, em lance no qual ‘entortou’ o lateral adversário, Heitor: 1 a 0 para o Furacão e três pontos garantidos.

FICHA TÉCNICA

Athletico 1 x 0 Internacional

Athletico: Santos; Jonathan, Léo Pereira, Pedro Henrique e Márcio Azevedo; Lucho González (Bruno Nazário), Bruno Guimarães, Marcelo Cirino (Vitinho), Nikão e Rony; Marco Ruben (Thonny Anderson). Técnico: Tiago Nunes
Internacional: Marcelo Lomba; Heitor, Emerson Santos, Roberto Rosa e Natanael (Erik); Rithely (Zé Gabriel), Rodrigo Lindoso e Nonato; Martín Serrafiore, Santiago Tréllez e Rafael Sóbis (Wellington Silva). Técnico: Odair Hellmann
Gol: Vitinho (43-2º)
Cartões amarelos: Roberto Rosa, Rodrigo Lindoso, Serrafiore (I); Jonathan, Rony, Márcio Azevedo (A)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR), domingo (14 de julho) às 16 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

2 – Natanael lança de trás do meio de campo para a corrida de Tréllez. O atacante livre dentro da área, de frente para o gol, e chuta em cima do goleiro. O rebote, porém, volta para ele, sozinho na pequena área, empurrar pro gol. A arbitragem, contudo, já assinalava impedimento do gringo.

17 – Boa trama do Athletico pela direita. Marcelo Cirino toca a bola na intermediária e dispara para o ataque. Rony faz um passe rápido para Jonathan, que já lança para a corrida de Cirino. O atacante recebe nas costas da zaga e, cara a cara com o goleiro, tenta mandar por cobertura, acertando o travessão.

Leia mais:  Fluminense sai na frente na Vila Belmiro, mas Santos consegue empate no fim

18 – Serrafiore é cercado por dois marcadores perto da área, pela direita do ataque. Ele escorrega, mas ainda assim consegue manter o domínio da bola e cruzar a meia altura. Nonato domina dentro da área, chuta e a bola desvia na zaga, sobrando para Tréllez, livre e de frente para o gol, na altura da marca do pênalti. O colombiano chuta de primeira, por cima do gol.

46 – Nonato lança para Rafael Sóbis, que resolve arriscar um chute da entrada da área. A finalização sai fraca e Santos segura.

Segundo tempo

2 – Nikão chama a marcação para perto da lateral-direita e toca para trás, para Bruno Guimarães, que domina, ajeita e cruza apontando para a segunda trave. Rony aparece nas costas do lateral e cabeceia por cima do gol.

3 – Cobrança de tiro de meta de Marcelo Lomba. Tréllez ganha a disputa pelo alto com a defesa e a bola chega nos pés de Rafael Sóbis, que arrisca um chute forte de muito longe. A bola passa ao lado do gol, com perigo.

4 – Heitor recebe perto da lateral e cruza forte para a segunda trave. Tréllez consegue o cabeceio de frente para o gol, mas na hora H dois marcadores aparecem para travar a finalização. Escanteio.

8 – Heitor lança para corrida de Rodrigo Lindoso, que avança e cruza rasteiro para o meio da área. Tréllez dá um carrinho e alcança a bola, mas Santos sai bem do gol e defende em dois tempos.

14 – Lucho González lança de trás do meio de campo para perto da área do Internacional. A zaga bate cabeça, não afasta e a bola sobra para Marco Ruben, livre dentro da área, chutar em cima de Marcelo Lomba.

15 – Chutaço de Nikão de fora da área e Marcelo Lomba opera uma grande defesa.

40 – Nikão cruza na medida para Bruno Nazário, que vence a disputa pelo alto com o goleiro Marcelo Lomba, mas erra o alvo na hora de mirar o cabeceio.

43 – Gol do Athletico! Vitinho dispara pela esquerda e encara a marcação de Heitor. Na entrada da área o jovem athletico finge que sairia pela lateral, mas corta para o meio e chuta no canto, sem chance para Marcelo Lomba.

Comentários Facebook

Esportes

Três pontos na conta! Ju bate a Chape e sobe na tabela da Série A

Publicado


Três pontos na conta! Ju bate a Chape e sobe na tabela da Série A

Foto: Fernando Alves / E.C.Juventude

O Juventude precisou de cinco minutos para decidir a partida diante da Chapecoense na noite desta segunda-feira (26/07), no Jaconi. Com mais um gol do artilheiro Matheus Peixoto, aos 4 minutos da etapa inicial, o Verdão bateu a equipe catarinense por 1×0, chegou aos 16 pontos e subiu para a 12ª colocação na classificação. Melhor Gaúcho na competição, o time de Marquinhos Santos abre cinco pontos da zona de rebaixamento e se aproxima do pelotão de frente da Série A.

O jogo

Foi uma semana de muito trabalho para o Juventude, que entrou em campo repleto de desfalques. Forster, Michel Macedo e Elton (que já ficaria de fora por lesão no joelho) testaram positivo para Covid-19. Castilho e Paulinho Boia, suspensos, também se tornaram baixas. Marquinhos Santos, expulso na rodada anterior, comandou de longe através de seu auxiliar Eduardo Barros.

Mesmo com as dificuldades, foi o ímpeto inicial como mandante que definiu a partida. Aos 4, Paulo Henrique recebeu no corredor direito e alçou na cabeça de Matheus Peixoto, que subiu bem e desviou no canto direito do goleiro João Paulo. Cruzamento e finalização: nota 10. 1 x 0.

  Internacional segue preparação para enfrentar o Palmeiras

Leia mais:  Juventude derrota o Internacional e larga em vantagem na semifinal do Gauchão

Mesmo na frente, o Ju não parou de atacar. Aos 11, Sorriso recebeu na frente, ganhou da marcação e soltou a bomba de canhota, com perigo. Aos 21, de novo Sorriso. De canhota, a joia da base alviverde finalizou por cima, em outra boa oportunidade.

Sem espaços, a Chapecoense encontrava dificuldades e parava no forte sistema de marcação do Juventude. Na única tentativa do primeiro tempo, aos 30, Carné apareceu para fazer fácil defesa em chute de Baxola.

Se o primeiro tempo foi de superioridade do Juventude, a segunda etapa apresentou um confronto mais equilibrado, mas sem chances claras de gol. Bem postado defensivamente, o Ju soube neutralizar praticamente todos os ataques do adversário. E o Verdão ainda teve um gol anulado. Aos 43, Bruninho finalizou de fora da área, a bola desviou em Chico e enganou o goleiro. O VAR, porém, indicou que a bola bateu na mão do jogador alviverde antes de entrar.

O próximo compromisso do Verdão seria diante do Fluminense, no Rio de Janeiro. Porém, por um ajuste de calendário, esta partida foi adiada para data ainda não definida pela CBF. Neste caso, o Juventude volta a campo para enfrentar o Atlético Mineiro, dia 08, no Jaconi.

  Internacional faz último treino de 2020

Leia mais:  Dois jogos do Athletico PR no Brasileirão têm horários alterados

fonte: https://www.juventude.com.br/noticias/tres-pontos-na-conta-ju-bate-a-chape-e-sobe-na-tabela-da-serie-a

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana