conecte-se conosco

Esportes

Após empate no tempo normal, Ponte Preta perde nos pênaltis e deixa a Copa do Brasil

Publicado


Em um jogo truncado no primeiro tempo e com um gol para cada lado na etapa complementar, a vaga para a terceira fase na Copa do Brasil foi definida nos pênaltis na noite desta quinta. E, infelizmente, a Ponte Preta acabou superada por 5 a 4 e deixou a Copa do Brasil. A Macaca volta agora as atenções ao Paulistão, que permanece paralisado, mas com chances de ser retomamado na próxima semana.

O jogo

A partida começou mais atravancada e a Ponte teve a primeira chance aos cinco minutos. Yuri tabelou com Camilo pela esquerda e ao tentou cruzar, mas foi travado pela defesa adversária, que mandou a bola para escanteio. Camilo cobrou para a área, mas a zaga oponente afastou. Aos nove, Ruan Renato lançou para João Veras, mas o atacante não alcançou.

A Macaca tocava bastante a bola, mas não conseguia espaço para chegar ao gol adversário. Aos 25, lance de perigo na área da Ponte, que terminou com Alemão, em cima de Ygor Vinhas, chutando para fora. Aos 31, João Veras pressionou o goleiro adversário, que se desfez na bola. Apodi chegou na sequência, mas o juiz marcou falta de ataque.

Aos 35, Moisés carregou a bola para o ataque em bom lance, e passou para João Veras, mas o atacante acabou sendo desarmado. Aos 37, em lance de velocidade, Moisés recebeu a bola no campo de ataque, cortou a zaga e foi derrubado pertinho da área. Camilo cobrou com veneno e a bola passou pertinho do ângulo direito do arqueiro adversário.

  Ponte Preta encerra treinos para confronto com CSA

Leia mais:  Operário vence o Confiança fora de casa pela Série B

A Ponte fez uma blitz e quase chegou ao gol no finalzinho.Aos 43, Apodi cruzou para Veras, mas Alemão a zaga se antecipou e cortou pelo alto. Aos 45, quase saiu um golaço da Macaca. João Veras matou a bola para cima e Apodi pegou de puxeta, mandando a bola raspando no travessão. Aos 46, nova boa oportunidade, com Ruan Renato pegando a sobra após ataque alvinegro e mandando uma bomba na área adversária. A bola desviou e sobrou para Veras, que chutou rente à trave oponente e saiu em linha de fundo.

A Ponte saiu para cima no segundo tempo e já no primeiro minuto Veras passou para Moisés, que passou pela zaga, mas a bola acabou saindo. Na sequência, bom cruzamento para Apodi, mas a arbitragem marcou impedimento. Aos três, Camilo foi parado com falta e ele mesmo cobrou, mas a zaga interceptou. Aos sete, Yuri fez jogada individual pela esquerda, tabelando com Pedrinho, mas foi interceptado próximo à grande área.

Aos 14, saiu o gol da Macaca, e que Golaço. Moisés foi derrubado perto da linha de fundo adversária e Camilo cobrou em curva, com perfeição. A bola passou no meio dos zagueiros adversários e do goleiro,balançando as redes do Criciúma. Ponte 1 a 0.

Aos 18, quase saiu o segundo, com bola cruzada na párea e o estreante Niltinho mandando uma bela cabeçada para o gol. O goleiro adversário se esticou inteiro e não alcançou a bola, que bateu na trave e saiu. Aos 27, porém, foi o adversário que chegou ao empate, em bola de meia bicicleta na área, sem chande de defesa para Ygor Vinhas.

  Fora de casa, América vence e se classifica para a próxima fase da Copa do Brasil

Leia mais:  Marcão e Ronaldo renovam com Sport por mais uma temporada

Aos 35, Niltinho criou boa chance e cruzou na área, mas a defesa adversária interceptou. Na sequência, Paulo Sérgio teve bom lance e o goleiro adversário pulou na bola pouco antes do chute. Aos 38, mais uma bela jogada com Apodi e Niltinho, mandando a bola pra área, mas o goleiro conseguiu na hora da conclusão alvinegra.

A Ponte seguiu sufocando o Criciúma, que se retrancou em busca dos pênaltis. Aos 44, bola de Camilo na área, que o adversário tirou de cabeça. Aos 47, Locatelli foi parado com falta no ataque. Camilo cobrou e na sequência, em cruzamento na área, Luizão cabeceou rente à trave e Apodi quase concluiu. O juiz então apitou o final do jogo e a decisão foi para os pênaltis.

Camilo bateu primeiro, no cantinho, e marcou. Pedrinho bateu para o adversário, com paradinha, e empatou. Na sequência, Locatelli cobrou, mas a bola saiu por cima do gol, para fora. Helder cobrou e colocou o time da casa na frente.   Paulo Sérgio cobrou o terceiro da Macaca e deixou o dele. Mas Claudinho cobrou o terceiro do adversário e deixou o dele.

O quarto pênalti da Macaca foi de Niltinho, que deixou goleiro num canto e bola no outro. Eduardo cobrou o seguinte e marcou. O quinto da Ponte foi cobrado por Ruan Renato , que deixou o dele. O Criciúma, porém, estava na frente e Índio marcou. Fim de jogo.

Comentários Facebook

Esportes

Fluminense estreia neste sábado no Brasileirão Sub-17

Publicado


Uma nova temporada, uma nova geração e os mesmos sonhos. O time Sub-17 do Fluminense volta aos gramados neste sábado (8), às 15h, pela primeira rodada do Brasileirão da categoria. Atual campeão, o Tricolor terá pela frente o Fortaleza, e o torcedor poderá acompanhar o jogo pela CBF TV, através da plataforma Mycujoo.

“Temos uma nova geração, alguns jogadores da equipe da temporada atual participaram da última temporada, seja em jogos ou em treinamentos, o que possibilitou uma vivência importante para o nosso momento hoje. Porém, é uma equipe que está há bastante tempo sem atuar em competições, já que em função pandemia não tivemos calendário competitivo para a categoria Sub-16 em 2020. Sabemos que o ambiente competitivo colabora muito para o desenvolvimento individual dos jogadores e temos a expectativa de garantir o direito de participar de muitos jogos no contexto nacional, buscando a evolução coletiva e individual ao longo da temporada”, disse o técnico Guilherme Torres.

No Brasileirão Sub-17 deste ano, o Fluminense está no Grupo B ao lado de Fortaleza, Atlético-MG, Athletico-PR, Chapecoense, Corinthians, Internacional, Santos, Sport e Vasco. Os quatro primeiros da chave se classificam para o mata-mata.

  Corinthians inicia 2021 com goleada de 5 a 0 diante do Fluminense

Leia mais:  Em jogo movimentado, Athletico PR e Corinthians empatam de 3 a 3

“Nossa expectativa é a evolução coletiva e individual dos nossos jogadores para que eles possam vivenciar um ambiente positivo para o desenvolvimento. Penso que, pelo conhecimento prévio das equipes, existem muitos candidatos ao título, mas o andamento da competição vai direcionar os principais protagonistas. Xerém, por seu histórico, entra em qualquer competição com responsabilidade de desempenhar um futebol que a torcida se identifique e com o objetivo de desenvolver individualmente os jogadores para as próximas etapas de suas formações”, concluiu o treinador, que deve escalar o time neste sábado com Álvaro, Erick, Davi Schuindt, Kayky Almeida, Rafael Monteiro; Gustavo Dohmann, Thiago e Arthur; Samuca, Gabriel Lyra e Isaac.

Fotos: Mailson Santana/FFC

COMENTE ABAIXO:

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana