conecte-se conosco

Curitiba

Apenas a Ponta da Pita permanece imprópria para banho

Publicado

As águas das praias, rios e represas do Litoral e da Costa Oeste se mantêm próprias para banho. O quarto boletim de balneabilidade desta temporada, emitido pelo Instituto Água e Terra nesta sexta-feira (10), mostra apenas Ponta da Pita, em Antonina, como local impróprio, além de rios permanentemente nesta condição na região. No Interior todos os locais monitorados estão próprios para banho.

 

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) passa a se chamar Instituto Água e Terra, que agora reúne outros órgãos ambientais do Estado. “As atividades de balneabilidade continuarão normalmente”, explica o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes. “Essa fusão dos órgãos ambientais trará mais segurança e agilidade nos processos”.

 

Anualmente, técnicos do instituto monitoram a qualidade das águas no período de maior fluxo de veranistas para avaliar a concentração das bactérias Escherichia coli (E.coli) na água. Quanto maior a quantidade, maior a possibilidade da existência de agentes patogênicos que podem colocar em risco a saúde dos banhistas, provocando problemas gastrointestinais, como vômitos e diarreias.

Leia mais:  Julho Amarelo terá ação na Boca Maldita contra as hepatites virais no dia 25

Comentários Facebook

Curitiba

Covid-19: remessa comCovid-19: remessa com 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná 65,5 mil vacinas para crianças chega ao Paraná

Publicado

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionadA Sesa (Secretaria de Estado da Saúde do Paraná) recebeu na madrugada desta terça-feira (18) mais 65.500 vacinas da Pfizer/BioNTech para crianças, de 5 a 11 anos, contra a Covid-19.

Esta é a segunda remessa direcionada ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.a ao público infantil e faz parte do 78º Informe Técnico do governo federal. O documento orienta os municípios a vacinarem seguindo a ordem de prioridades, começando pelas crianças com comorbidades e deficiências permanentes.

As vacinas destinadas às crianças chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 23h10, e nos próximos dias serão distribuídas para as 22 Regionais de Saúde do Paraná.

Leia mais:  Justiça determina reabertura dos bancos em Curitiba e região durante coronavírus

“Estamos só no começo ainda na vacinação deste novo público. Receberemos e vamos distribuir muitos lotes como este, para que, desta forma, consigamos atingir as mais de 1 milhão de crianças do Estado. Estou confiante de que, assim como foi com os adolescentes, teremos bastante comparecimento aos postos de vacinação”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A imunização das crianças depende de consentimento dos pais ou responsáveis. Caso eles não estejam presentes no momento da vacinação, é necessário entregar uma autorização por escrito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana