conecte-se conosco

Política

Projeto de vereadores propõe a criação do ‘Programa Material Escolar Solidário’

Publicado

ASSESSORIA CÂMARA DE UMUARAMA / O Bemdito

Foi aprovado em primeira discussão na sessão da Câmara de Vereadores o projeto de Lei 45/2019, que institui o ‘Programa Material Escolar Solidário’. A proposta foi votada na última segunda-feira (10) e é de autoria dos vereadores Junior Ceranto e Noel do Pão.

O projeto visa promover ações destinadas à arrecadação de materiais escolares novos e usados junto às instituições de ensino da rede pública e privada, com o reaproveitamento e utilização destes materiais pelos alunos da rede municipal de ensino.

De acordo com os vereadores, a medida foi tomada depois de constatada a eficiência de iniciativa semelhante em outras cidades, já que a ação colabora ambientalmente, uma vez que propõe usar produtos que certamente seriam descartados, representando perda de matéria prima e de toda a energia despendida em seu processo de produção.

O texto apresentado pelos vereadores prevê que o programa arrecade os mais diversos itens, a exemplo de livros, cadernos com folhas utilizáveis, estojos, mochilas, lápis preto, lápis de cor, régua, dicionário, borrachas, canetas, marcadores de texto, etc, numa ação a ser coordenada pela Secretaria de Educação de Umuarama, com previsão de realização no período próximo ao encerramento do ano letivo perdurando até o início do próximo período letivo.

Leia mais:  Procuradoria da Mulher da Assembleia será implantada nesta terça-feira

Comentários Facebook

Norte Pioneiro

Justiça determina bloqueio de R$ 164 mil do deputado Plauto Miró por supostas irregularidades em gastos com alimentação

Publicado

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 164 mil em bens do deputado estadual Plauto Miró (DEM) por supostas irregularidades em gastos com alimentação que foram ressarcidos pela Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

De acordo com a decisão, o parlamentar pediu ressarcimento de gastos com alimentação em restaurantes de Curitiba, mas uma resolução da Alep prevê que apenas os gastos em viagens sejam reembolsados, segundo o juiz Guilherme de Paula Rezende, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba.

A determinação é de sexta-feira (26) e se refere a gastos entre 2014 e 2019.

Segundo a decisão, o valor também ultrapassa o limite de R$ 31 mil de verbas de ressarcimento durante o mandato.

A ação que questiona as contas do deputado é da ONG Vigilantes da Gestão Pública, que acompanha gastos dos deputados.

De acordo com a petição da ONG, o Plauto Miró usou a verba “em bares e locais de recreação e lazer”.

Na lista de ressarcimentos, há gastos em restaurantes, lanchonetes, padarias, supermercados, o que, para o Vigilantes da Gestão Pública, que “retratam o uso indevido da verba”.

Leia mais:  Servidores rejeitam suspender greve e mantêm impasse

O deputado Plauto Miró vai se pronunciar no processo assim que for notificado.

G1 tenta contato com a Assembleia Legislativa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie
Região Oeste22 de agosto de 2019, 16:17

O vereador Celestino Denardin (PSD), de Braganey, no oeste do Paraná, foi multado em R$ 30 mil pelo Ministério Público Estadual (MP-PR) por acessar sites com conteúdo pornográfico durante o expediente. O dinheiro será destinado aos cofres do Município. A denúncia foi apresentada ao MP-PR pelo presidente da Câmara, Adriano da Silva. Um inquérito civil foi aberto para apurar os supostos acessos dos computadores da Câmara de Vereadores e a má conduta comprovada. Segundo o MP, Professor Celestino, como é conhecido, confessou a prática e assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) se comprometendo a não acessar mais os sites pelos computadores do legislativo. Em nota, o presidente da Câmara declarou que, de acordo com o Regimento Interno, a conduta do vereador pode levar a abertura de uma investigação por quebra de decoro parlamentar. “A Câmara de Vereadores de Braganey tomará todas as providências pertinentes, não sendo conivente de forma alguma com as condutas imorais praticadas por qualquer um dos vereadores que compõem o corpo legislativo deste Município”, destacou. Até a última atualização desta reportagem, o G1 tentava contato com o vereador Celestino Denardin.

CASCAVEL22 de agosto de 2019, 16:11

Empresário acha dinheiro na rua e descobre dono pelos dados do cartão de crédito

Curitiba22 de agosto de 2019, 16:08

TJ-PR nega recurso e mantém condenação contra ex-diretor da Assembleia Legislativa do Paraná

Brasil22 de agosto de 2019, 15:21

Empresa que vai devolver a BR-040 arrecadou R$ 1,3 bilhão

CASCAVEL22 de agosto de 2019, 13:35

Câmeras de viatura e helicóptero mostram perseguição pela BR 277, em Cascavel

Mais Lidas da Semana