conecte-se conosco

Esportes

Paraná Clube busca reforços para o meio-campo e para o ataque

Publicado

Bem Paraná - Silvio Rauth Filho

O Paraná Clube vai utilizar a pausa de um mês para a Copa América para reformular o elenco. O técnico Matheus Costa explicou, na última terça-feira, após a vitória sobre o Operário, que alguns jogadores podem sair. E que contratações serão feitas. “Estamos discutindo algumas situações. Vamos ter uma conversa com a direção de algumas saídas e chegadas que podem acontecer. Em termos de funções, estamos buscando peças ofensivas e de meio-campo”, declarou.

A tendência é que a diretoria procure um centroavante. O reserva imediato de Jenison era Marlyson, 21 anos, que sofreu uma lesão e só volta a jogar em 2020.

No elenco principal, Ramon pode substituir Jenison como centroavante – inclusive jogou nessa posição contra o Coritiba. Nas primeiras rodadas da Série B, Ramon atuou no lado esquerdo do setor ofensivo.

Matheus Costa vem usando o esquema tático 4-2-3-1. Na linha de três do setor ofensivo, vem usando João Pedro na direita, Matheus Anjos centralizado e Bruno Rodrigues na esquerda.

Para a função pelo centro, o treinador também conta com Alesson e o próprio João Pedro. Para jogar pelos lados do campo, outras opções são Ramon, Caio Rangel, Rodrigo Porto (ex-Rodrigo Carioca) e Fernando Neto.

Leia mais:  Umberto Louzer respira aliviado após vitória do Coritiba

Apesar de ter jogado o Paranaense como segundo volante, Fernando Neto é visto como ‘extremo’ (meia ofensivo pelo lado do campo) pelo atual técnico do Paraná.

Com isso, é pouco provável que o clube busque reforços para a posição de ‘extremo’ ou para meia centralizada. A não ser que jogadores do atual elenco deixem o clube nessa pausa para a Copa América.

VOLANTE
Quem pode deixar o clube nas próximas semanas é o volante Jhonny Lucas, 19 anos. Antes sondado por clubes europeus, o jogador agora está na mira de equipes da Ásia.

A tendência é que a diretoria procure um volante-armador, já que Matheus Costa só conta com Itaqui com essa característica. Os demais volantes (Luiz Otávio, Luan e Alejandro Márquez) são mais defensivos.

O Paraná só volta a jogar em 9 de julho, contra o Bragantino, na Vila Capanema.

Comentários Facebook

Esportes

Londrina ganha moral e vira candidato forte ao acesso

Publicado

Tribuna Paraná

Na terceira posição e dentro do G4 da Série B do Campeonato Brasileiro, o Londrina, depois dos oito primeiros jogos, já é um dos candidatos a conquistar o acesso à primeira divisão na edição deste ano da segunda divisão. Sob o comando do técnico Alemão, o Tubarão terá que ter na retomada da competição nacional, a partir do mês que vem, algo que não teve nas últimas temporadas: a regularidade necessária para conseguir uma das vagas na elite do futebol brasileiro de 2020.

Nas últimas temporadas, o Londrina até fez boas campanhas, mas acabou oscilando em momentos decisivos da Série B. Essa irregularidade do Tubarão fez a equipe do Norte do Estado ficar no quase e não conseguir o acesso. Lições tiradas de outros anos e que precisam ser colocadas em prática agora para que erros do passado não se repitam em 2019.

Um dos segredos para a boa campanha realizada pelo Londrina até agora foi a manutenção de um time-base nessas oito primeiras rodadas. O goleiro Matheus Albino, os laterais Raí Ramos e Felipe Vieira, o zagueiro Augusto e o atacante Safira atuaram em todas as partidas do Tubarão até agora na Série B do Campeonato Brasileiro. As outras mudanças aconteceram sempre por lesões ou suspensões.

Leia mais:  No Paraná, futebol americano também é para elas

Aliás, a permanência do técnico Alemão é um dos diferenciais do Londrina. O treinador, que comandou o clube no Campeonato Paranaense, voltaria a ser auxiliar técnico para o retorno de Roberto Fonseca. O treinador, no entanto, acabou ficando pouco tempo e, então, Alemão foi efetivado no cargo e, por ora, parece ter sido a melhor decisão tomada pela diretoria do Tubarão.

Além de aprimorar o que tem feito de bom e de corrigir alguns erros, o Londrina também vai usar essa parada para a Copa América para reforçar seu elenco. Na semana passada, o clube apresentou o atacante Nathan ‘Cachorrão‘, ex-Paraná Clube, e segue de olho no mercado. Somente para a segunda divisão, a diretoria contratou nada menos do que 11 reforços.

 

Esse bom início do Londrina na Série B do Campeonato Brasileiro também fez a média de público subir consideravelmente no Estádio do Café. É o quinto melhor neste quesito, com a participação de 5.070 pessoas por partida. Na derrota que sofreu para a Ponte Preta, no último duelo antes da parada para a Copa América, o Tubarão registrou a presença de quase 8 mil torcedores. Foi o melhor público do time londrinense na segunda divisão.

Leia mais:  Brasil estreia na Copa América com vitória de 3 a 0 contra Bolívia

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana