conecte-se conosco

Cidades

Novo boletim da dengue mantém Umuarama em alerta por epidemia

Publicado

O Bemdito

O informe técnico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), divulgado nesta terça-feira (09) mantém Umuarama em alerta contra epidemia de dengue. Na semana passada, havia 363 casos e agora há 373 casos.

Os dados fazem com que Umuarama figure no entre os municípios que devem ficar em alerta, de acordo com o Ministério da Saúde. Este alerta é emitido para municípios que têm mais de 300 casos da doença confirmados.

Na região também estão em situação de alerta as cidades de Loanda, Moreira Sales, Cianorte, Alto Piquiri, Xambrê, Brasilândia do Sul, Nova Olímpia, Cidade Gaúcha, Tapejara, Guaíra, Ivaté, Icaraíma e Perobal. No Paraná, são 62 municípios em alerta.

Ainda segundo o documento, foram notificados 1263 casos de dengue na Capital da Amizade, desses 704 foram descartados. Assim, o índice de incidência de dengue em Umuarama fica em 342,83.

A boa notícia é que em temperaturas mais amenas, a tendência é de que o risco da incidência de dengue diminua. Para esta quarta-feira (10), o Climatempo indica temperaturas entre 12 e 24 graus, sem chuvas e com tempo firme. A combinação indica que há baixa proliferação de mosquitos transmissores da doença.

Leia mais:  Skatistas ‘ocupam’ a praça Santos Dumont e aprovam nova pista em Umuarama

Ainda assim é preciso ficar atendo.

12ª Regional de Saúde

Quando se trata da 12ª Regional de Saúde, os números também preocupam: Ao todo, segundo o boletim, foram registrados 912 casos, sem óbitos. O índice de incidência da dengue, contudo, é menor do que o recorte feito em Umuarama, sendo 326,57.

Confira aqui o relatório completo.

 

Comentários Facebook

Cidades

Profissionais da saúde promovem encontro sobre parto humanizado, em Umuarama

Publicado

O Bemdito

Um grupo de profissionais da saúde realiza neste sábado (20) um encontro que debaterá práticas de Intervenções no Parto, em Umuarama. O evento será dedicado a gestantes, familiares e qualquer interessado no tema do parto humanizado. Na ocasião, a médica Josiane Canalli estará presente para conversar com os participantes, assim como a enfermeira obstétrica Deyse, a psicologia Cíntia e a doula Jéssica. O encontro acontece no Colégio Estadual Dom Pedro II, a partir das 15h.

De acordo com a médica ginecologista Josiane Canalli, o objetivo do evento é disseminar informações sobre a humanização dos partos e promover um melhor atendimento nos centros de saúde. “É importante debater esse assunto em qualquer lugar, pois precisamos desmistificar alguns mitos e fazer com que as mulheres tenham o conhecimento sobre o que é um parto humanizado. O parto humanizado é qualquer tipo de parto que une a vontade da gestante, a tecnologia e a ciência. Ele coloca a mulher e o bebê no protagonismo, tanto no pré-parto, no parto e no pós-parto. É necessário que elas saibam que merecem respeito em qualquer ocasião, seja em cesáreas ou partos normais”, diz Josiane.

Leia mais:  Skatistas ‘ocupam’ a praça Santos Dumont e aprovam nova pista em Umuarama

Conforme Josiane, a intenção do grupo é realizar esses encontros pelo menos uma vez por mês, a partir deste primeiro que será realizado neste sábado. O evento terá um espaço para bate-papo e será propício para o público compartilhar experiências e dúvidas. A ação é gratuita e qualquer pessoa interessada por participar, sem haver a necessidade de se inscrever antes.

O Colégio Estadual Dom Pedro II localiza-se na avenida Duque de Caxias, 5910.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana