Notícias

Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019 10:40

Preso terceiro envolvido no assalto que terminou na morte de empresário na RMC

Em continuação às investigações da morte do dono de uma panificadora, policiais da delegacia de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), prenderam o terceiro envolvido na ação. O assalto, que acabou em tragédia, aconteceu na manhã do dia 5 de fevereiro. Dois envolvidos foram encontrados horas depois e um deles, adolescente, seria o rapaz que teria atirado.

O terceiro envolvido na ação, um rapaz de 20 anos, foi preso neste final de semana. Segundo a polícia, o rapaz, que ainda não teve o nome divulgado, estava em Guaratuba, litoral do Paraná, tentando escapar e enrolar as investigações.

Com apoio dos policiais que atuam na operação verão, o jovem foi encontrado. Ele foi preso numa praça de pedágio, foi colocado numa viatura da delegacia da Polícia Civil e levado até a cidade da RMC. O rapaz não esboçou nenhum tipo de reação.

Oziel Pereira Pinto, de 47 anos, o dono do estabelecimento, foi morto ao sair dos fundos da panificadora para ver o que estava acontecendo. Ele sequer reagiu ao assalto. Segundo as investigações, este terceiro rapaz preso seria um dos que entrou na panificadora junto com os dois jovens, de 16 e 18 anos, que já foram detidos logo depois do crime, num trabalho rápido da Polícia Militar (PM).

O rapaz que atirou no dono da panificadora é o adolescente, que estava com a arma usada no crime no momento em que foi abordado, logo depois da ação. Ele, inclusive, trocou de roupa para tentar confundir os policiais, mas não se deu conta de que toda a ação foi filmada. Além do adolescente, outro rapaz, que estava junto, também foi detido. O terceiro envolvido, preso neste domingo, não tinha sido encontrado no dia do crime.

Aos policiais, o adolescente não negou o disparo, mas tentou se explicar. “Ele disse que entrou na panificadora com a arma engatilhada e que atirou ‘sem querer’. Mas de qualquer forma assumiu o risco e vai responder pelo que ele fez”, considerou o capitão. O carro usado pelo trio também foi encontrado, foi levado à delegacia de Almirante Tamandaré e passou por perícia.

Na delegacia, o terceiro suspeito de envolvimento no crime, ao ser ouvido, teria confessado a participação no roubo. Assim como o outro jovem preso, ele deve responder por latrocínio (roubo com morte), corrupção de menor e associação criminosa. As penas, somadas, chegam a 40 anos de prisão.

Fonte: Tribuna do Paraná

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}