Notícias

Quinta-Feira, 09 de Maio de 2019 15:20

Polícia prende segundo suspeito de duplo homicídio no Bom Retiro

A Polícia Civil apresentou nesta quinta-feira (09) o segundo responsável por um crime que vitimou pai e filho, no dia 21 de janeiro, no bairro Bom Retiro, em Curitiba. Na ocasião, Matheus Raian Ferreira Costa, de 14 anos, foi morto a tiros. O pai dele, José Juliano Costa, de 35 anos, ficou gravemente ferido, mas sobreviveu.

As investigações da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apontam que o homem mais velho era alvo principal do assassinato. José Juliano seria uma agiota. Para a polícia, um dos ‘clientes’ dele, Elizandro Zampiere dos Santos, de 40 anos, foi o mandante do crime. Ele estaria devendo R$ 100 mil para José Juliano.

Elizandro foi preso em fevereiro. Nesta quinta-feira (09) a polícia apresentou um coautor do duplo homicídio. Igor Cristiano da Silva, de 22 anos, é apontado como o homem que deu fuga ao atirador. Ele teria buscado o assassino a pouco metros do crime. No caminho, eles abandonaram o carro e completaram a fuga num segundo veículo.

“Foi uma fatalidade. Fui apenas fazer um favor e acabei me prejudicando. Vou provar a minha inocência”, afirmou Igor Cristiano, em entrevista à Rede Massa.

A DHPP não tem dúvidas da participação dele no crime. A Polícia Civil o indiciou com base nas imagens das câmeras de monitoramento da região, depoimentos de testemunhas e papiloscopia forense (identificação por meio de impressões digitais)

O jovem, inclusive, teria fugido várias vezes e mudado várias vezes de município no decorrer das investigações. Igor Cristiano da Silva foi detido em Santa Catarina. “A família estava o protegendo e ele estava morando na casa de um tio”, disse a delegada Tathiana Guzella, da divisão de homicídios. “Não foram 10, 20 ou 30 vezes. Tentamos a prisão dele pelo menos uma centena de vezes”, completou.

A delegada ainda afirma que está confiante na responsabilização dos suspeitos. “A investigação na DHPP está encerrada. Nós temos certeza de que os três responsáveis foram identificados. Eles já foram indiciados e o Ministério Público já apresentou a denúncia”, explicou a delegada.

O atirador

A Polícia Civil ainda busca pelo homem que efetivamente atirou contra pai e filho, no Bom Retiro, em Janeiro. O suspeito já foi identificado: ele se chama Alexandre Dutra Lima, mais conhecido como ‘Xandú’. Ele tem 25 anos e continua foragido.

“Não temos dúvidas de que vamos encontrá-lo. Sabemos que ele está no Paraná e contamos com a ajuda de toda a comunidade”, afirmou Tathiana Guzella.

A Polícia Civil recebe denúncias anônimas por meio do telefone 0800 643 11 21

Colaboração Lucas Rocha/Rede Massa

Polícia pede ajuda para localizar Xandú. (Foto: Divulgação/PCPR)

Fonte: Massa News

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}