Notícias

Sábado, 09 de Fevereiro de 2019 09:57

Lei promulgada no Show Rural garante tarifa rural noturna a 12 mil produtores

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano, promulgou durante a 31ª edição do Show Rural Coopavel lei que garante a continuidade da Tarifa Rural Noturna que alcança 12 mil produtores rurais do Estado. Com a vigência da lei 19.812/2019, o benefício vale imediatamente. Havia insegurança dos agricultores quanto à continuidade que, caso nada fosse feito, terminaria no último dia de 2018.

Sem uma nova lei, que foi aprovada no segundo semestre do ano passado na Assembleia, os produtores já estariam pagando, desde 1º de janeiro de 2019, 60% a mais pela energia consumida no período das 21h30 às 6h, informa o deputado estadual Márcio Nunes (secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo do Governo Ratinho Junior), autor da proposta. “Isso representa R$ 40 milhões a mais de recursos no bolso dos agricultores, dinheiro que vai fortalecer essas propriedades e a economia dos municípios”.

Um dos diferenciais da lei que acaba de ser promulgada é que ela não tem prazo para expirar. Os produtores rurais alcançados pela matéria são os de menor consumo no Estado. A redução de custos da energia tem impacto importante na atividade deles, porque esse já é um dos principais insumos, por exemplo, para manter atividades como avicultura, suinocultura e pecuária de leite, conforme Márcio Nunes.

Ao mesmo tempo em que traz economia ao setor e que acaba com a insegurança quanto à continuidade do benefício, a lei que acaba de ser promulgada se transforma em incentivo também a minis e a pequenos produtores rurais que queiram diversificar as suas propriedades rurais. “Todo benefício que contar a favor da produção é muito bem-vindo e tem o nosso apoio”, diz o presidente da Coopavel e do Show Rural, Dilvo Grolli.

Fonte: Assessoria/ Jean Paterno

Fonte: Massa News

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}