Notícias

Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019 08:11

Apesar de empate e segundo lugar, Coritiba destaca evolução

Vitória deixaria o Coxa em primeiro no Grupo B e time decidiria a vaga na final da Taça Barcímio Sicupira em casa, mas jogadores elogiaram postura do time contra o Operário

Apesar do empate em 2×2 diante do Operário, neste domingo (10), no Germano Krüger, o Coritiba saiu de campo classificado para a semifinal da Taça Barcímio Sicupira, o primeiro turno do Campeonato Paranaense. O Verdão até largou na frente, mas viu o adversário virar o placar ainda no primeiro tempo. Sem se abater, o Coxa buscou o prejuízo e garantiu a segunda vaga do Grupo B na etapa eliminatória da disputa, um resultado merecido na opinião do grupo.

A partida foi marcada não só pelas reviravoltas no placar, mas também pelas mudanças na tabela. O Alviverde, enquanto vencia, estava se garantindo em primeiro no grupo, já que o FC Cascavel estava sendo derrotado pelo Maringá (a partida terminou em 2×1 para o time maringaense). A vantagem faria com que o Coxa pudesse decidir a semifinal – que será em jogo único – em casa.

Porém, com o empate ao final dos 90 minutos, quem acabou na liderança foi a Serpente, que mesmo derrotada conseguiu 11 pontos, enquanto o time coxa-branca ficou com dez. Portanto, a decisão será no Oeste paranaense, no próximo domingo (17). O volante João Vitor, apesar de lamentar que o duelo da semi não será no Couto Pereira, se mostrou otimista para o confronto.

“O objetivo, que era a classificação, foi alcançado. Não conseguimos levar para casa a decisão, mas independentemente de onde seja, vamos para cima. Queremos vencer”, falou ele.

O goleiro Wilson, que acabou não conseguindo fazer uma boa partida, já que falhou em dois lances, sendo que um deles resultou em gol, fez questão de destacar a entrega do time em campo em busca da vitória.

“As duas equipes foram bem efetivas, não tivemos tantas chances claras, mas quando nosso time chegou, fez. Buscamos a vitória até o final, mas mesmo com o empate estamos de parabéns pela entrega e dedicação”, enfatizou o arqueiro que usou uma camisa com o número 46 em homenagem ao ex-goleiro Jairo, falecido na semana passada.

Wilson explicou ainda que viu grande evolução no grupo desde o início da temporada e acredita que o Coritiba merecia ter alcançado a vitória contra o Fantasma.

“Desde o início da competição falam que ofensivamente estávamos pecando e hoje fomos melhor. Tivemos desatenção em dois lances e levamos o gol, mas fizemos uma partida equilibrada. Evoluímos muito. Se fosse para alguém ter saído vitorioso teria que ser o Coritiba”, finalizou ele.

Fonte: Tribuna do Paraná

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}