conecte-se conosco

Região central do Paraná

No Paraná, enfermeiro dorme dentro de carro há quase dois meses para proteger a família da Covid-19

Publicado

Há quase dois meses o enfermeiro Willian Arthur Brautigam, que trabalha na linha de frente do combate à Covid-19, em Guarapuava, na região central do Paraná, tem dormido dentro de um carro, em uma garagem, para proteger a família.

Segundo o enfermeiro, ele não apresenta sintomas do novo coronavírus. Mesmo assim, decidiu adotar essa medida como prevenção porque trabalha em uma unidade de saúde.
“A nossa maior preocupação não é ficar doente, mas de levar a doença para a nossa família, para as pessoas que a gente ama”, revelou.
Além de adaptar o carro do pai dele, uma rural de 1965, Brautigam adotou uma série de cuidados ao chegar em casa.
Ele tira toda a roupa quando chega do trabalho e coloca em um balde com água e sabão. Desde o início da pandemia, segundo o enfermeiro, ele não entra mais em casa e conversa com o filho, de três anos, pela porta ou janela. “A gente pergunta para ele o que o papai tá fazendo e ele fala: ‘o papai está lá fora matando os bichinhos, mamãe. Enquanto ele não matar os bichinhos, ele não pode voltar’”, contou a esposa, Luana Carvalho, sobre a situação com o filho. O veículo que virou a “moradia” de Willian fica na garagem da casa dos pais, que é no mesmo terreno da dele. A família conta que sente falta do contato mais próximo com o filho, mas entendem o quanto esse gesto de amor é importante.
“Já faz dois meses que a gente está sem esse abraço, sem esse beijo”, desabafou a mãe do enfermeiro.
A Prefeitura de Guarapuava disponibiliza um hotel apenas para profissionais da saúde com sintomas da Covid-19, para que fiquem isolados.
Profissionais da saúde e a Covid-19
O Paraná conta com 105 mil profissionais da saúde na área de enfermagem, mas nem todos estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), nas unidades do estado e nos hospitais universitários do Paraná, 116 funcionários têm a suspeita de estarem infectados pelo novo coronavírus. Eles aguardam o resultado do exame da Covid-19 em isolamento domiciliar.
Outros 38 profissionais testaram positivo para a doença, segundo a secretaria. Entre essas confirmações, quatro pacientes se recuperaram e voltaram ao trabalho, um morreu e os demais continuam isolados.
“Eu espero que isso passe o mais rápido possível, mas da forma que a doença está se manifestando, isso pode demorar um pouco. Essa é a nossa preocupação, eu acho que uma angústia do profissional da saúde nesse momento, é ver a população não respeitando as orientações que a gente passa. Isso deixa a gente bem desmotivado. Mas a gente tem que insistir, continuar, não pode baixar a cabeça”, contou o enfermeiro.

Comentários Facebook
Leia mais:  Uma mulher morre e outras três pessoas ficam feridas após carro bater contra árvore e capotar, na BR-277

Região central do Paraná

Ex Deputado esculacha a cidade de Mato Rico

Publicado

Ex-deputado Marcelo Almeida esculacha com Mato Rico e chama o povo de “ranhento”
– julho 09, 2020
O ex-deputado Marcelo Almeida falou em um Programa da Rádio T na quarta-feira, 08 de julho de 2020, que o Município de Mato Rico é um município muito, muito, muito pobre, não é pouco pobre, e que em tempo de campanha alguém teria lhe convidado para comer quirera com frango e radite, coisa que segundo ele não gosta de comer.

Mas segundo ele em seu infeliz comentário, disse que chegou em Mato Rico em uma igreja inacabada, e por volta do meio dia com um sol escaldante, alguém veio lhe servir uma quirera em um pratinho de plástico, e todo mundo meio ranhento, meio sujo, com os nariz sujo, ai alguém veio com uma Fanta Uva quente.

“Mais o que que é isso? Quirera, frango, radite, kis-suco, era uma tubaína né, e ali foi a primeira vez que em uma campanha não consegui comer, eu me neguei a comer, falei não vou, começou me dar um enjoo assim, tava muito sujo o lugar, e é uma cidade que tem muita gente com um IDH muito baixo, então o interessante que é uma cidade que não deve ter muita empresa, a geração de emprego é baixo, mais é um dos menores IDHs do Paraná, interessante estudar isso. Não tem a Covid”.
.
Ex-deputado Marcelo Almeida esculacha com Mato Rico e chama o povo de “ranhento”

Leia mais:  Prefeito de Iretama fecha acesso até de estradas rurais

O vereador Marcelo Rak postou em sua página pessoal no Facebook, repudiando os comentários do ex-deputado, que gerou revolta entre os internautas da pequena e pacata cidade de Mato Rico.

Nas eleições de 2006, quando Marcelo Almeida se candidatou ao cargo de Deputado Federal, obteve 177 votos em Mato Rico.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana