conecte-se conosco

Região Metropolitana

Municípios da Região Metropolitana de Curitiba podem decretar ‘lockdown’ em julho

Publicado

O risco de um “lockdown”, o fecha tudo, não é impossível na Grande Curitiba. Municípios da Região Metropolitana podem tomar esta medida caso os números da Covid-19 não recuem até o fim da próxima semana. O alerta foi do presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), Márcio Wozniak, prefeito de Fazenda Rio Grande, em entrevista ao jornal Boa Noite Paraná deste sábado (27).

A Regional de Saúde da RMC contabiliza 6.242 casos da doença, com 225 óbitos, segundo os números do boletim da Secretaria de Estado da Saúde deste sábado. Cerca de 40% dos casos e mortes estão fora de Curitiba.

Nesta semana, os municípios ligados à associação emitiram decretos com medidas contra a Covid-19, em conformidade com o que foi definido em encontro da Associação no sábado da semana passada. Os decretos complementam um decreto estadual do dia 19 de junho, que unifica as ações de combate ao coronavírus na região. Essas medidas têm validade para 14 dias.

Leia mais:  Presos fogem da Penitenciária de Piraquara, diz Depen

Segundo o presidente da Assomec, após essas duas semanas com medidas mais restritivas, se não houver recuo nos casos do novo coronavírus, medidas mais duras podem ser tomadas, entre elas o lockdown. O prazo termina após o dia 5 de julho.

As medidas adotadas pela maioria dos municípíos da Assomec incluem serviços e atividades não essenciais fechadas aos sábados e domingos. Mas, Wozniak chama a atenção é para os ônibus lotados ao longo desta semana. Segundo ele, a primeira semana com as novas medidas foi bem aceito pela maior parte do comércio e população, mas ainda é preciso sanar problemas como a do transporte público.

Por isso o presidente da Assomec voltou a pedir a cooperação de todos os setores nos cuidados e respeito aos decretos dos municípios e do Estado para evitar uma medida tão severa como é o “lockdown”.

Comentários Facebook

Região Metropolitana

Prefeitura da Grande Curitiba faz barreira sanitária neste fim de semana

Publicado

A Prefeitura Municipal de Campo Magro, na Região Metropolina de Curitiba, adotou as barreiras sanitárias nas entradas, saídas e no interior do município para conter o avanço da pandemia de Covid-19.  Equipes das Secretarias de Saúde, Secretaria de Segurança Pública, Patrimonial e Trânsito, com o apoio da Polícia Rodoviária e Polícia Militar, entrevistam os motoristas e medem a temperatura. As barreiras, segundo informe da Prefeitura, é permitir que somente moradores entrem na cidade, conforme Decreto Estadual 4942/03 e Decreto Municipal 178/2020.

O município, que tem 30 mil habitantes, tem 54 casos confirmados duas mortes causadas pelo novo coronavírus. Há outros 60 exames à espera de resultados.

Outras medidas

Pelo decreto municipal, os veículos utilizados para o transporte coletivo urbano e metropolitano deverão circular, conforme norma abnt nbr 15570, com lotação máxima de: até 65% da capacidade dos veículos das 05h00 às 08h00 e das 15h30 às 19h30; até 55% da capacidade dos veículos nos demais períodos do dia. Os supermercados, mercados, mercearias e açougues terão autorizado seu horário de funcionamento e atendimento ao público no município de segunda a sábado, das 7 às 21 horas. O funcionamento dos estabelecimentos é suspenso aos domingos; o fluxo de pessoas dentro dos estabelecimentos descritos fica limitado a 30% (trinta por cento) da sua capacidade total, devendo ser controlado pela distribuição de senhas na entrada.

Leia mais:  Rapaz é baleado na rua e morre no meio de festinha de aniversário na RMC

As reuniões de caráter profissional ou particular devem ser realizadas virtualmente e quando imprescindíveis, as reuniões presenciais devem ocorrer com no máximo cinco pessoas, desde que seja possível o afastamento físico de dois metros entre elas, e respeitadas todas as demais medidas de prevenção e controle da covid-19.

Os serviços de restaurantes e lanchonetes poderão atender apenas por meio de entrega de produtos em domicílio (delivery), retirada expressa sem desembarque (drive thru) e/ou retirada em balcão (takeaway).

Litoral

As três cidades balneárias do Litoral do Paraná decidiram restringir ainda mais o funcionamento do comércio e serviços nos finais de semana, como mais uma medida para inibir a vinda de moradores de outras cidades. Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná tomaram medidas temporárias conjuntas de enfrentamento à Covid-19. Em Guaratuba, elas constam do Decreto nº 23.479. principal novidade é o fechamento do comércio e serviços durante todo o domingo. No sábado, os serviços e atividades não essenciais só poderão funcionar até as 13h. Os serviços e atividades essenciais podem funcionar até as 16h de sábado.

Leia mais:  Prefeitura de São José dos Pinhais retoma a Festa do Pinhão

Só poderão permanecer abertos com atendimento presencial durante os sábados e domingos os serviços de saúde, os serviços funerários, as farmácias e os postos de combustível.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana