conecte-se conosco

Curitiba

Homem é morto com nove tiros, na frente do filho de oito anos, na Grande Curitiba

Publicado

Tribuna Paraná

A execução de homem na frente do filho de 8 anos que chegava da escola quebrou o silencio da Rua Basílio Benato na tarde desta quarta-feira (12), em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Willian José Stresser Faria, 26 anos, pilotava uma moto, a quatro quadras de casa, quando um carro prata, modelo Corsa, emparelhou com ele e efetuou 13 disparos de pistola. Willian José voltava de uma reunião na escola do filho. O menino viu tudo de dentro do ônibus escolar. O crime foi por volta do meio-dia.

No local, a Polícia Civil informou que nove dos 13 disparos acertaram a vítima. Três deles teriam ocorrido depois que Willian José já havia caído da moto que pilotava. “Foram os tiros finais que indicaram uma execução, disparados para garantir a morte da vítima”, explicou o investigador Tales Kuroskim. “Os disparos começaram quase uma quadra antes da queda da moto. Provavelmente, Willian tentou escapar mesmo atingido. O ônibus escolar que trazia o filho dele passava pela rua e chegou a parar no momento do crime”, relatou o investigador.

Leia mais:  Motoqueiro morre em acidente na BR-476, no bairro Tarumã, em Curitiba

Ainda segundo a polícia, no Corsa prata havia um homem, que desceu do carro encapuzado. Não há mais detalhes sobre o atirador. A Rua Brasílio Benato é uma via sem asfalto, nas proximidades da Rodovia dos Minérios (PR-092). O local onde o homem morreu fica entre duas igrejas, uma evangélica e outra católica.

Sem antecedentes

A vítima não tinha passagens criminais. De acordo com as primeiras informações, a esposa de Willian teria dito aos investigadores que o marido também não tinha desavenças. Pela manhã, ele havia participado de uma reunião escolar da turma do filho.

O corpo de Willian José foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) por volta das 15h.

De acordo com a polícia, nove dos três disparos atingiram a vítima. Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná

De acordo com a polícia, nove dos três disparos atingiram a vítima. Foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná

Comentários Facebook

Curitiba

Vigilância sanitária irá fiscalizar uso de máscaras no Paraná

Publicado

A fiscalização do uso de máscaras no Paraná será de responsabilidade das vigilâncias sanitárias estadual e municipais, após sanção do governador do estado, Ratinho Júnior, nesta segunda-feira (25).
O decreto prevê a utilização obrigatório de máscaras enquanto durar a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no estado.

O uso de máscara é uma atitude importante, é um cuidado consigo e com os outros. É um equipamento que comprovadamente ajuda a evitar a circulação viral. A ideia da lei é de conscientização das pessoas”, explicou Ratinho Junior.

Os agentes da vigilância sanitária terão o papel de orientar as pessoas que estejam circulando sem as máscaras em espaços públicos e com circulação de pessoas.

Mas em caso de reincidência da não utilização das máscaras a multa a ser aplicada varia de R$ 106,67 a R$ 533,35 para pessoas físicas e R$ 2.133,40 a R$ 10.667,00 para pessoas jurídicas.

Qualquer denúncia contra pessoas físicas ou jurídicas devem ser feitas para a Ouvidoria da Saúde do Estado ou para as vigilâncias sanitárias municipais.

Leia mais:  Um morto e um preso em confronto com a polícia

Vale lembrar que estabelecimentos como comércios, indústrias e bancos devem obrigatoriamente fornecer máscaras para seus colaboradores, além de disponibilizar um local para higienização das mãos com água, sabonete líquido e álcool em gel.

“As máscaras fazem parte de uma nova rotina no Estado para enfrentar a pandemia. Temos enfrentado a doença com responsabilidade, planejamento e muito cuidado, orientando a população sobre métodos de prevenção. Essa consciência coletiva nos ajudará a atravessar esse momento”, pontuou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Já um dos autores do projeto na Assembleia Legislativa do Paraná, o deputado e Luiz Claudio Romanelli (PSB), afirmou que também é importante que a população se conscientize sobre a importância dessas medidas de prevenção ao coronavírus.

“Não podemos esquecer que junto ao uso de máscara, temos que reforçar a higiene pessoal, sempre levar as mãos com água e sabão, utilizar o álcool em gel, manter o distanciamento social prudente e o isolamento social necessário”, finalizou Romanelli.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana