conecte-se conosco

Curitiba

Guarda Municipal manda 133 novos oficiais para aumentar segurança em Curitiba

Publicado

Tribuna Paraná

Apartir desta quarta-feira (10), 133 novos guardas municipais vão reforçar a segurança dos curitibanosem praças e terminais de ônibus da cidade. Os novos oficiais começam o estágio supervisionado em locais públicos, com acompanhamento de guardas mais experientes. Os novos contratados pela Prefeitura de Curitiba terão os primeiros contatos com o trabalho prático nas ruas.

Eles também vão fazer patrulhamento preventivo e orientar a população nos arredores do Mercado Municipal, da Rodoferroviária e do Terminal Guadalupe, assim como da Rua XV, praças e Jardim Botânico.

O início do estágio supervisionado desta que é a 27ª turma de guardas municipais foi autorizado pelo prefeito Rafael Greca, na tarde desta terça-feira (9/7). “Recomendei aos novos guardas que vejam este uniforme como sagrado, porque sagrada para nós é a cidade”, afirmou o prefeito.

Além do reforço na região central, cerca de 60 guardas que já trabalham na corporação serão deslocados para os núcleos regionais, para reforçar o efetivo nos bairros.

Etapas da formação

Com 132 horas, o estágio nas ruas é a última fase do curso de formação, que totaliza 636 horas-aula. Antes dessa fase, os alunos passaram por instruções específicas sobre a função de guarda municipal, armamento e técnicas de tiro, legislação e identificação de drogas, condicionamento físico e defesa pessoal. A parte técnica incluiu métodos de abordagem, patrulhamento, postura e disciplina, assim como o correto isolamento de local de crime. Toda a organização do curso é feita pelo Centro de Formação e Desenvolvimento Profissional da GM.

Leia mais:  Investigador de polícia é preso no Boqueirão suspeito de roubo de cargas

Os 133 guardas se somam a outros 60 formados em 2018. Mais 200 aprovados em concurso público devem ser chamados para fazer o curso de formação no segundo semestre.

Comentários Facebook

Curitiba

Moradores de prédio no Água Verde onde houve explosão são autorizados a voltar pra casa

Publicado

Por Gazeta do Povo

Os moradores do prédio no bairro Água Verde, em Curitiba, onde um apartamento explodiu durante um serviço de impermeabilização de sofá vão poder voltar para suas casas três semanas após o acidente que resultou na morte de um menino de 11 anos e deixou outras três pessoas feridas. De acordo com o jornal Boa Noite Paraná, da RPC, a Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis (COSEDI), da prefeitura, liberou o retorno aos apartamentos entre o 1º e 5º andar. O andar em que aconteceu a explosão, contudo, segue interditado.

A volta para casa deve acontecer ainda durante a manhã deste sábado (20), três semanas após o acidente. As portas dos imóveis e também dos elevadores tiveram que ser consertadas. Já os moradores do sexto andar, onde ficava o apartamento que explodiu, vão ter que esperar por mais, já que parte da estrutura terá que ser totalmente refeita.

Comentários Facebook
Leia mais:  Fim de semana em Curitiba com sol, sem chuva e temperatura máxima de 22º C
Continue lendo

Mais Lidas da Semana