conecte-se conosco

Brasil

Apresentador sofre infarto ao vivo enquanto defendia Bolsonaro.

Publicado

O apresentador do programa policial “Metendo a Bronca”, Joaquim Campos, teve um infarto no momento em que defendia o presidente da República, Jair Bolsonaro, nesta sexta-feira (23), momento em que o nome do executivo está no auge em função das queimadas na Amazônia. A atração é exibida pela TV RBA, afiliada da Band em Belém, capital do Pará.

A emissora de TV que Joaquim Campos trabalha preferiu não comentar o assunto e apenas emitiu uma nota falando sobre o estado de saúde do apresentador que infartou ao vivo ao defender Jair Bolsonaro e detonar ONG’s pelo desmatamento e queimadas na Floresta Amazônica.

Comentários Facebook
Leia mais:  Moro diz a Fux que não destruiria mensagens obtidas pelos hackers

Brasil

Bolsonaro autoriza operação das Forças Armadas na Amazônia para combater incêndios

Publicado

O governo federal autorizou operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para que as Forças Armadas atuem no Estado de Roraima. O objetivo é que a medida seja estendida a todos os Estados da Amazônia Legal. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro já havia afirmado que a “tendência” era que o governo acionasse tropas do Exército para auxiliar no combate aos incêndios na região amazônica.

Como primeira ação, as Forças Armadas vão começar a atuar em Roraima com 2 aviões, que poderão despejar produtos para combater o fogo.

As queimadas recordes na região amazônica vêm despertando forte preocupação dos governos europeus e da comunidade científica, com ampla divulgação negativa sobre o governo brasileiro.

França e Irlanda ameaçam bloquear o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul, firmado em junho, caso o Brasil não tome providências para proteger a floresta amazônica.

Na noite de quinta, o governo publicou em edição extra do Diário Oficial da União(DOU) despacho que determina que todos os ministros adotem “medidas necessárias para o levantamento e o combate a focos de incêndio na região da Amazônia Legal para a preservação e a defesa da Floresta Amazônica”.

Leia mais:  Empresa que vai devolver a BR-040 arrecadou R$ 1,3 bilhão

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana